..

2022/05/15

Autocolante S.O.V. Expresso Team antigo


Penso que podemos estabelecer um paralelismo entre o que se passou nos anos 50 e 60, como o que aconteceu no final dos anos 80 e o início dos anos 90 do século passado em termos de competição automóvel em Portugal, pois foram anos em que os veículos de fabrico nacional marcaram o panorama (e as tabelas de classificação!) das corridas com automóveis.
Se nas duas primeiras décadas referidas os automóveis eram de fabrico artesanal e corriam em pistas asfaltadas, nas outras duas décadas os automóveis eram fabricados numa linha de produção, em série, e corriam em pistas de terra batida. Num grupo temos o ALBA, o DM, o Etnerap, o Olda e o MG Canelas... No outro grupo temos os UMM e os Portaro!

Este autocolante antigo é da SOV Expresso TEAM que teve jipes UMM Alter Troféu na sua equipa e que competiu nas provas de todo o terreno em Portugal. Fica a memória!

Continue lendo...

2022/05/13

Chapa Tabor "Made in Angola" para selim


É pequena de tamanho, mas grande de simbolismo... É uma chapa metálica usada nos selins produzidos pela Tabor em Angola.

A Tabor, tal como muitas outras marcas portuguesas de fabricantes de veículos e de componentes, expandiu-se para África, de modo a não ter de exportar o que produzia, evitando assim os custos associados ao transporte, ao mesmo tempo que desenvolvia a economia local. 

Mas o rumo da história seguiu por outro lado e com a independência de Angola esta chapa passou a ser uma mera memória e um testemunho de um tempo que passou.

Continue lendo...

2022/05/11

Triciclo antigo em madeira e metal - FAB nos pedais (3/3)


Com este grupo de fotografias terminamos a apresentação do triciclo antigo em madeira e metal, com a marca FAB nos pedais, que temos divulgado de forma faseada.

Mostramos detalhes de fabrico e da sua conservação, como é o caso do eixo da roda dianteira, onde vemos um orifício tapado, no centro do cilindro do eixo e também o revirar do metal para prender os ferros que fazem de raios da roda.

Na zona da coluna da direcção vemos a ligação entre o metal e a madeira que serve de plataforma para o corpo do triciclo. Esta junção é feita com recurso a dois discos de metal aparafusados de um lado até ao outro.

Por todo o triciclo vemos a pintura original, com algumas lascas, bem como zonas de oxidação pontual, dando a este triciclo um aspecto vivido e cheio de histórias por contar.

Este triciclo antigo está disponível para venda, para mais informações usar o contacto de e-mail existente na lateral direita do ecrã (ou ver contacto, clicando >> AQUI <<).

Continue lendo...

2022/05/09

Porta-chaves antigo da Sacor - Óleo para motores


Seguindo a linha criativa de outro porta-chaves em que uma lata de óleo Sacor Molygrafite era o elemento central deste objecto promocional, também neste caso uma lata cilíndrica de óleo Sacor para motores serviu de elemento decorativo para um porta-chaves.

Tem a forma de uma gota achatada, feita em plástico, tendo no centro a impressão da referida lata, sendo possível vislumbrar "Óleo para motores" em letras muito pequenas.


Continue lendo...

2022/05/07

Catálogo bicicletas Órbita - Série Montanha #2 (1991)


Esta é outra bicicleta que a Órbita colocou no seu catálogo da Série Montanha de 1991, tendo a referência 01.06.0501 ou MTB 501.
É uma bicicleta com quadro em tubo de aço, com aros 20 x 2.125 em alumínio, com pneus de piso cardado e a lateral em cor de borracha.
Os travões eram em ferradura, fabricados em alumínio. Tinha pedaleira dupla, que permitia um total de 10 velocidades / mudanças. A bomba de ar para encher pneus estava situada por baixo do varão horizontal do qaudro.

Continue lendo...

2022/05/05

Coração Jovem Graças à Bicicleta Órbita


Com um toque espanhol, tanto nas cores, como nas letras da marca "Órbita" (em que a parte superior da letra "T" até simula uns chifres de touro), este autocolante antigo das bicicletas Órbita pretende valorizar o bem que faz andar de bicicleta.

Com o lema "Coração Jovem Graças à Bicicleta Órbita" e o desenho de um senhor a andar numa bicicleta se fazia uma publicidade simples e barata.

No verso vemos que foi impresso sobre papel "FasCal".

Continue lendo...

2022/05/03

Motorizada Dover - Museu Duas Rodas


As motorizadas da OSP - Organização Sachs Portuguesa marcaram a sua época. A gama de veículos era considerável e as formas que cada uma delas tinha, também eram muito diferentes.
Nas imagens vemos uma motorizada Dover que esteve em exposição no Museu Duas Rodas em Sangalhos.

Como vemos na imagem, está equipada com selim individual, tendo também um suporte para mercadorias em metal, com aspecto bastante robusto.

Este exemplar estava recuperado e tinha pedais no motor. Nas tampas da caixa de ferramentas é possível ler: Dover - Sachs Motor.

Continue lendo...

2022/05/01

Chapa antiga rectangular C. M. da Chamusca de 1939


Com um número que é uma capicua pintado de vermelho, podemos reforçar a ideia de que esta chapa da Câmara Municipal da Chamusca é mesmo especial.
É do ano de 1939.

É feita com recurso a chapa de metal, sobre a qual foram impressos elementos gráficos e o brasão do concelho da Chamusca.

Está furada nos quatro vértices, para que pudesse ser afixada numa carroça puxada por uma animal.

Continue lendo...

2022/04/29

Tricarro azul da Famel no Alentejo


Décadas depois de terem sido fabricados, continuamos a ver tricarros da Famel em utilização no dia-a-dia.
Na imagem vemos um exemplar pintado de azul que está parado junto de uma casa, no chamado Alentejo profundo, com as suas casas térreas, caiadas de branco.

Continue lendo...

2022/04/27

Cinzeiro da Fundições do Rossio de Abrantes


É uma marca relacionada com material para lagares de azeite, como aqui mostrámos na publicação plataformas rolantes Fundições do Rossio de Abrantes, tendo o seu leque de produtos alargado a aços vazados ao carbono, de baixa e de alta liga ao torno eléctrico, como se pode ler neste cinzeiro fabricado pela Fotal.

A FRA - Fundições do Rossio de Abrantes passou a designar-se por Frasam - Fundições do Rossio de Abrantes.
De acordo com o Jornal Mediotejo "A FRASAM iniciou atividade no ano 1900 com uma pequena fundição de ferro cinzento e máquinas agrícolas, gerida pelo empresário João José Soares Mendes. Em 2002 foi adquirida maioritariamente pelo grupo empresarial Fimove Investimentos".
Este cinzeiro está disponível para venda, para mais informações usar o contacto de e-mail existente na lateral direita do ecrã (ou ver contacto, clicando AQUI).

Continue lendo...

2022/04/25

Blindado Chaimite em Moura (1/3)


É 25 de Abril e não deixamos de assinalar a data que marcou o rumo da história de Portugal e, sendo o Rodas de Viriato um blogue que divulga os veículos fabricados em Portugal, aproveitamos para mostrar mais algumas fotografias de um blindado Chaimite.

Os blindados Chaimite tiveram um papel activo na Revolução dos Cravos e na Guerra Colonial, sendo uma resposta da indústria portuguesa à falta de material militar que pudesse ser usado em operações militares em África. Por esse motivo fazem parte do imaginário nacional.

Este exemplar está em exposição em Moura, no Alentejo, sendo um dos vários que podem ser vistos de Norte a Sul do país.
Para quem não nos visita com regularidade, já aqui mostrámos os seguintes:
- O blindado Chaimite V 200 de Aljubarrota;
- O blindado Chaimite V200 de Vila Real.

Neste blindado Chaimite é possível ter acesso ao compartimento do motor do guincho, situado na frente, pelo que tirámos uma fotografia que mostra como é. 
A ponta do cabo metálico é usada para segurar a roda suplente, que se vê na frente destes carros militares.

Como o blindado está em exposição permanente, optou-se por o colocar assente em cima de suportes metálicos na zona dos eixos. Assim os pneus não estão sujeitos a esvaziar e a fazer com que o blindado Chaimite fique de lado.

Terminamos com um pormenor da zona da cava da roda, onde podemos ver o vários elementos mecânicos da suspensão, bem como a solda das diferentes chapas que garantiam a blindagem desta viatura.
25 de Abril, Sempre!

Continue lendo...

2022/04/23

Prego de 1962 da CP


Lembram-se de aqui termos mostrado um parafuso da CP de 1936?
Pois aparentemente não seriam usados parafusos para marcar o ano de colocação de madeiras na via férrea, mas sim pregos como o que aqui mostramos. 

Mas fica a dúvida: eram usados parafusos os eram usados pregos que no topo tinham a data relativa ao ano?
Neste caso o prego será de 1962.

Ou será que inicialmente eram usados parafusos colocados em locais pontuais nas madeiras usadas, tendo depois passado a ser colocados os pregos?
Quem puder esclarecer a dúvida, por favor deixe comentário.

Continue lendo...

2022/04/21

Reboque cisterna Premetal Sertã 5000


Passada uma década e meia ainda há marcas que não constam no Rodas de Viriato, isto porque a diversidade de fabricantes é tão grande e ao mesmo tempo tão localizada, que há sempre mais alguma por listar.

É o que acontece com a Premetal, situada na Quinta da Oliveiras, em Évora, que se dedica ao fabrico e reparação de máquinas agrícolas.

A Premetal - Metalúrgica de reparações e Máquinas Agrícolas, L.da, foi fundada em 1968 e nas imagens vemos um reboque com uma cisterna fabricado por esta empresa.

A Premetal tem como emblema uma anta feita por homens pré-históricos, remetendo-nos para o Alentejo. 

Já o nome deste modelo da Premetal leva-nos para o centro de Portugal, pois é o Sertã 5000 (o número estará muito provavelmente ligado à capacidade da cisterna, 5000 litros).

O peso deste reboque da Premetal são 65000 kg.

Continue lendo...

2022/04/19

Porta-chaves antigo Galp Galáxia


O contorno de uma lada de óleo Galp Galáxia Super Diesel foi a base para a criação de um porta-chaves que fazia publicidade ao óleo referido, fabricado pela Petrogal.

A partir de um pedaço de acrílico recortado em hexágono irregular, produziu-se o porta-chaves, onde foram impressas as cores e as letras que recriam em duas dimensões, uma lata de óleo Galp.

No topo foi feita a furação que permitia a colocação da argola que prendia a parte onde seria colocada a chave.

Continue lendo...

2022/04/17

Catálogo Fabruima 1991 - Triciclo Ref. 105


De vermelho e com rodas largas em plástico preto, este era outro dos triciclo que a Fabruima disponibilizava na gama de produtos que constam no catálogo antigo da Fabruima de 1991 (que fica integralmente divulgado com esta publicação).

Tinha o guiador e forqueta cromados, com punhos em plástico preto e pedais em plástico branco. O selim era regulável e na traseira vemos que a estrutura do quadro era diferente do modelo com a referência 107.

Continue lendo...

2022/04/15

Autocolante antigo Famel Zundapp redondo


A parceria entre a Famel e a Zundapp - a marca de motores usados pelo fabricante português de motorizadas durante várias décadas, ficou imortalizado na designação conjunta que se faz destas motorizadas.

Tudo isto resultado de muitos anos de trabalho e de publicidade, como acontece neste autocolante antigo, onde há referência à Famel - Zundapp, tendo o emblema desta última no centro.

O autocolante está impresso sobre papel que tem a marca FasCal.

Continue lendo...

2022/04/13

Bicicleta Vilar roda 12 com selim comprido (1/2)


Uma bicicleta com roda 12 é por norma uma das bicicletas mais pequenas que se consegue encontrar, pois os fabricantes portugueses de veículos de duas rodas, sem motor, era nesta medida que começavam a sua gama de bicicletas.

No caso da bicicleta antiga que aqui mostramos, é uma Vilar com roda 12 para criança. 
E como há sempre pormenores dignos de nota no que publicamos, nesta bicicleta as cabeças dos raios têm uma letra "V" em ponto pequeno, mostrando que foram fabricados pela Vilar (ver fotografia anterior).

Na testa do quadro tem um autocolante com o emblema da Vilar que tem uma águia de asas abertas sobre um roda dentada.

Sendo uma bicicleta de outros tempos, tem os guarda-lamas fabricados em alumínio, tendo um elemento decorativo nas extremidades, como se vê na imagem anterior.

Os pedais são em plástico branco, tendo refletores embutidos.

No eixo da roda traseira é possível ver a porca que servia para prender as rodinhas de equilíbrio, caso o proprietário assim o entendesse.

O selim é comprido, sendo forrado em napa branca (está a precisar de restauro). 
Esta bicicleta Vilar está disponível para venda, para mais informações podem usar o e-mail (o contacto está na lateral direita do ecrã ou disponível no seguinte link: >>> CLICAR <<<).

Continue lendo...