2017/07/23

Passeio Forvel VIP 2 - 6 de Agosto de 2017


As motorizadas Forvel VIP 2 pertencem ao grupo das motorizadas de fabrico nacional com roda pequena, tal como as Motoesa EFS Mini Puch, as Motalli POP, as Sotam Guri ou as Famel Yuppie.
No próximo dia 6 de Agosto decorrerá um passeio só para este modelo em concreto - o Passeio Forvel VIP - 2.
Começa pela 15 horas junto da A.D.R. Carvalhal Benfeito (perto de Caldas da Rainha) e o percurso será a definir pelos participantes, seguindo-se um jantar convívio nas tasquinhas de Caldas da Rainha.
Para mais informações, usar o contacto de telefone existente no cartaz.

Continue lendo...

2017/07/22

Motorizada Motoesa RX - 25.ª Automobilia de Aveiro / 2017


Também esta motorizada Motoesa RX esteve em exposição (e para venda) na 25.ª Automobilia de Aveiro / 2017.

Na base desta motorizada está a EFS 101m, só que com o nome da marca que continuou com a produção da EFS, revestida com uma carenagem e mais algumas pequenas alterações.

Ao conceber e aplicar uma carenagem num modelo que já existia, a Motoesa conseguiu prolongar o tempo de fabrico do modelo já existente, mas vendendo-o com um ar mais fresco.

É uma solução que poderá parecer pouco inovadora, mas o que é certo é que enquanto estratégia de venda funciona - e cada vez mais, pois caminhamos a passos largos para um mundo de imagens e impressões, onde o aspecto é tudo.

A Motoesa seguiu a prática que a EFS tinha de marcar muitas das suas peças com a sua marca.
Na imagem anterior podemos ver o amortecedor da roda de trás com um autocolante com os emblemas Motoesa e EFS.

No escape também podemos ver a marca Motoesa.

Seguindo as linhas da carenagem, o farol estava colocado numa mica, pormenor que também ajudava a rejuvenescer as linhas da motorizada.

Como a EFS já tinha usado motores Puch nas suas motorizadas e motos, este modelo também tem um, mas automático.

Na roda da frente ainda se vê o emblema da EFS em relevo no cubo.

E terminamos a apresentação da Motoesa RX com motor Puch, mostrando o farolim de marca SIM que a equipava.

Continue lendo...

2017/07/21

Catálogo atrelados Empal - Atrelado de campismo c/ mesa revestida a fórmica Ref. 10


Com o bom tempo continuamos a divulgar as opções para férias de há muitos anos atrás, e na sequência do atrelado de campismo Empal coberto a lona - Ref. 9, divulgamos um outro com mesa revestida a fórmica.
Este atrelado permitia que o topo pudesse ser usado para preparar / fazer refeições ou servir de apoio para o que fosse necessário quando se estava fora de casa, durante as férias.

Ao mesmo tempo permitia maior segurança para guardar o que estivesse dentro do atrelado.
Em termos de características técnicas tinha chassis em chapa quinada com 2 mm; lados e fundo em chapa de 0,8 mm; grade que serve de apoio à mesa feito em tubo de 1/2", cromada e suspensão individual com mola e amortecedor.
Em termos de medidas tinha 1,22 metros de comprimentos, 98 cm de largura e 50 centímetros de altura. As rodas eram de jante 8, com pneus 4.00 - 8.

Continue lendo...

2017/07/20

Bicicleta antiga Esmaltina Colt vermelha (1/2)


Nos anos 70 registou-se um interesse considerável em Portugal por corridas de motos em pistas de piso irregular, com terra e lama, chamadas de motocross. Era um fenómeno que arrastava multidões para pistas cheias obstáculos naturais ou criados pelo homem.

Este motivo terá contribuído para que os fabricantes de bicicletas nacionais apresentassem novos modelos que se inspiravam no conceito do motocross, permitindo assim que muitos jovens sonhassem com esta modalidade desportiva, enquanto davam aos pedais.

No início dos anos 80 começaram a ser comercializados dois modelos que marcaram muitas crianças na época, a Vilar Tip Top e a Esmaltina Colt.

As fotografias que aqui divulgamos são de uma bicicleta Esmaltina Colt com roda 20, com pneus Zandi 51 - 407 (20 x 2.125).

Este modelo em concreto tinha mudanças da Sturmey Archer no cubo da roda de trás, comandadas no punho direito, o que acentuava a sensação de se estar a conduzir uma moto de cross, sendo possível rodar o punho e adequar a velocidade ao trajecto realizado.

Sendo uma bicicleta para jovens, já havia preocupação com a segurança, pelo que os pedais estavam equipados com reflectores de cor laranja em ambos os lados.

A terminar mostramos o pormenor das palas plásticas colocadas nas extremidades dos guarda-lamas metálicos, com uma forma pontiaguda, como que prontas a furar o ar e tudo os que lhes aparecesse pela frente.

Continue lendo...

2017/07/19

7.º Passeio Motorizadas Antigas - Motorizada Clube da Afeiteira (Vendas Novas)


Ano após ano, o Motorizada Clube Afeiteira (Vendas Novas) organiza no início do mês de Agosto o seu passeio de motorizadas antigas, que está integrado nas Festas Populares da Afeiteira e que este ano está marcado para dia 6 de Agosto.
Quem conhece a zona, sabe que as estradas e as redondezas convidam a andar de motorizada, tal como se fazia antigamente, quando este era o meio de transporte usado por muitos dos habitantes da zona, para percorrer estradas planas. E muitas vezes com uma motorizada de fabrico nacional, como é o caso da Famel XF 17 que aparece em primeiro plano no cartaz.
O programa do 7.º Passeio de Motorizadas Antigas do Motorizada Clube da Afeiteira é o seguinte:
- 9 h 30 min: Recepção aos participantes;
- 10 h 30 min: Partida para o passeio;
- 11 h 30 min: Reforço;
- 13 h: Almoço.
As inscrições são limitadas a 120 participantes, pelo que devem confirmar a participação quanto antes, fazendo fazer a inscrição no bar do GDR Afeiteira e se precisarem de mais informações, podem usar os seguintes números de telemóvel: 967 056 329 ou o 965 735 785.
Quem costuma andar pelo Facebook, também pode acompanhar as iniciativas do Motorizada Clube Afeiteira na sua página oficial.
Entretanto toca a verificar se as motorizadas estão prontas para o passeio!
Mais uma vez este evento conta com o apoio do Rodas de Viriato como media partner.

Continue lendo...

2017/07/18

Folheto motorizadas Vilar VM 72 Turismo e Sport


Apresentamos mais um folheto antigo com motorizadas de fabrico nacional, desta vez da Vilar.
Neles são apresentados os modelos VM 72 fabricados pela Vilar; com o lema "...Uma nova vaga em ciclismo motorizado" - a Vilar VM72 Turismo e a Vilar VM72 Sport.
Segundo o folheto a gama VM72 tinha como características: garantia; comodidade; segurança; elegância e qualidade.

No verso podemos ler as características das motorizadas, das quais destacamos: quadro em tubo reforçado, com suspensão hidráulica impecável e mola amortecedora atrás; cubos desmontáveis, grandes, de eficiente poder de travagem; guiador levantado, cromado; manetes emboladas; conta-quilómetros encorpado no farol e motor assente em apoios oscilantes.

No folheto é ainda referido que as motorizadas Vilar VM72 podiam ser equipadas com motor Casal e Zundapp de 4 e 5 velocidades.

Na parte da frente do folheto há referência à Ciclo-Areeiro / António Carvalho & CA.; Lda. que era o distribuidor em Lisboa, na Avenida Almirante Gago Coutinho, 1 - C a 3 - B.

Continue lendo...

2017/07/17

Fotografia antiga com bicicleta em 1922


A história da bicicleta de fabrico português é mais antiga do que se possa imaginar, sendo necessário passá-la para o papel, para que todos possam perceber a dimensão que tem.
No Rodas de Viriato vamos juntando pequenos fragmentos dessa história, para que o trabalho fique mais fácil.

Hoje divulgamos uma fotografia datada de 13 de Dezembro de 1922 onde é possível ver uma bicicleta, que não tem chapa identificativa na testa do quadro, mas tem o suporte para o farol a carbureto com uma forma quadrangular. Seria usada por algum fabricante português?

No verso da fotografia ficamos a saber que foi enviada por um Manoel, para o seu irmão José. E que o fotógrafo foi o primo Luís Rodrigues Capitão.

Continue lendo...

2017/07/16

Tampão Rodi para depósito de combustível


Ainda recentemente mostrámos o tricarro de marca Rodi que aparece numa publicação feita pela empresa com o mesmo nome, e hoje já aqui estamos a mostrar um artigo antigo produzido pela Rodi - Metalúrgicas do Eixo, Lda.

É um tampão cromado para depósito de combustível, provavelmente para motorizada e ainda vem na caixa original que está impressa a duas cores - preto e azul.
O tampão tem uma etiqueta antiga com o preço, que era 120$00 (em euros são 0,60 euros)... Era bom que as peças ainda fossem a este preço.

O desenho da caixa é simples, tendo no topo e na base fotografias de um tampão. Nas laterais tem gravada a marca Rodi.

Tampão disponível para venda. para mais informações, usar o contacto de e-mail que aparece na lateral direita do ecrã do blogue.

Continue lendo...

2017/07/15

Câmara de ar CNP 22 x 1 3/8 para bicicleta


Se há entusiastas de bicicletas antigas que vêem o uso de pneus antigos com desconfiança, nós estamos do outro lado do meridiano e aqui vamos divulgado as diferentes marcas, modelos e medidas fabricadas em Portugal.

E como gostamos de levar as coisas ao limite, até mostramos câmaras de ar antigas, daquelas que ninguém quer colocar nas rodas das suas bicicletas. Mas quem não gosta de ter percalços nas viagens que faz, o melhor é ficar em casa.

Pois esta câmara de ar foi fabricada pela CNP e é para bicicletas com roda de medida 22 x 1 3/8. Se não conseguirem um pneu desta marca, podem sempre colocar um Lutador N 6 que servirá na perfeição.

Junto da válvula do ar há duas letras em relevo na borracha, certamente do molde em que foi fabricada.

Continue lendo...

2017/07/14

2.º Passeio Motorizadas e Motos Clássicas - Pousos


O 2.º Passeio Motorizadas e Motos Clássicas, em Pousos - Torres Novas, está agendado para dia 23 de Julho de 2017.
Começa pela 8 horas e 30 minutos e prolonga-se até depois da hora de almoço.
Para mais informações, usar os contactos existentes no cartaz.

Continue lendo...

2017/07/13

Miniatura jipe Portaro ralie Paris Dakar 1983 | ModENa


Em 1983 a Portaro participou no ralie Paris / Dakar, onde a viatura com o número 160 obteve o 10.º lugar na classificação geral. Deste modo a Portaro consegui distanciar-se enquanto marca do jipe romeno Aro, que esteve na sua origem. Por esse motivo é que se lê na lateral do jipe "Portaro 4x4 Le portugaise".

O Portaro com o número 160 era da dupla Jean-Pierre Kurrer e Pierre Zanone que também conseguiu a 5.ª classificação na etapa entre Dinkou e Agadez.

Com um palmarés deste tipo, bem que este modelo merece ser imortalizado numa miniatura, que neste caso foi produzida pela ModENa.

Continue lendo...

2017/07/12

Abotoadeira antiga com comboio Sempre Fixe


Já aqui tínhamos referido a existência desta abotoadeira, quando apresentámos a abotoadeira com comboio CP da marca M. Gomes, de Coimbra.

Esta é muito parecida, mas por baixo da locomotiva diz "Sempre Fixe".
No verso não tem qualquer marca ou referência ao fabricante.

Quem tiver mais informações sobre esta abotoadeira, por favor deixe mensagem.

Continue lendo...

2017/07/11

Motorizada Pachancho C503 na 25.ª Automobilia de Aveiro / 2017


As motorizadas Pachancho C503 são conhecidas pelo facto de poderem ter dois escapes e este é um desses exemplares.

Não são caso único na indústria nacional, já aqui mostrámos uma Dunia com dois escapes que foi recentemente restaurada, mas houve mais marcas a usar este tipo de solução técnica.

No caso desta motorizada Pachancho, ainda estava com a pintura original em cor cinzenta, com pormenores a branco e vermelho.

No depósito de combustível ainda se podia ver o emblema que diz Pachancho - Braga - Portugal, mas nas tampas das malas de ferramenta também se viam vestígios de decalques antigos.

Este modelo tinha o velocímetro e o hodómetro de marca VDO embutido no coco do farol.

Ao observarmos esta Pachancho de lado vemos os varões para protecção de pernas colocados na frente e na traseira, permitindo maior segurança para condutor e passageiro em caso de acidente ou queda.

Como o motor tinha duas saídas distintas para os gazes resultantes da combustão, o quadro só tinha uma barra circular a passar por baixo do motor.

Nas tampas laterais do motor podia-se ver o emblema da Pachancho, bem como a referência ao modelo do motor, o Pachancho K50.

Este exemplar esteve na 25.ª Automobilia de Aveiro / 2017.

Continue lendo...