.

2020/03/26

Folheto da bicicleta de ginástica Miralago M1


Muitas pessoas em todo o mundo estão em suas casas, tentando evitar o contágio pelo Coronavírus / Covid-19, situação que origina muitas mudanças em termos de rotinas e de comportamentos.
A nível físico as repercussões são óbvias: mais peso no corpo e menos exercício físico. Se a primeira situação resulta do facto de se ocupar o tempo comendo, a segunda é resultado das limitações em termos espaciais e ocupacionais que as pessoas têm.
Em 1986 a Miralago tinha uma solução que permitia realizar exercício em casa, era a bicicleta de ginástica M1 que vemos no folheto que acompanha este artigo.

Há uns tempos mostrámos o folheto de instruções da bicicleta de ginástica Miralago M2, que era impresso a preto e branco, ao contrário deste, que é a cores.
Esta bicicleta de ginástica permitia duplo exercício: pedalar e remar com regulação de esforço.
As fotografias que fazem parte do folheto foram feitas de forma profissional, ilustrando as várias possibilidades de exercícios (pedalar normal e em pé, bem como remar) e mostrando os apoios que faziam parte do conjunto; a forma como se armazenava a bicicleta e o painel de controlo / comandos.

No verso tem mais outra fotografia da bicicleta e da respectiva caixa; as características técnicas da bicicleta e os contactos de empresa Miralago.

Continue lendo...

2020/03/25

Fábrica de Brinquedos Novorim - Catálogo antigo / Triciclo ref. 201


A pedalar num triciclo também se pode ir longe, especialmente quando não se pode ir mais depressa. Pode ser uma alegoria, como também um conselho para quem o quiser agarrar, mas é tão somente o modo de começarmos esta publicação onde se vê mais um dos triciclos comercializado pela Novorim.

É o triciclo com a referência 201 deste catálogo antigo da Fábrica de Brinquedos Novorim, que temos divulgado. De acordo com a tabela de preços que faz parte do conjunto, custava 100$00 na época.

Continue lendo...

2020/03/24

Austin dos Bombeiros Voluntários Dafundo - Salão MotorClássico 2019 (1/3)


De vermelho bem forte, este Austin também esteve em exposição no Salão MotorClássico 2019, tal como o Ford V8 dos Bombeiros Voluntários de Dafundo.

Tinha uma carroçaria fabricada pela empresa A. Paredes Granja, de Vila Nova de Gaia.

É um Austin Loadstar fabricado em 1951, que neste momento faz parte do Museu Automóvel da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários do Dafundo, mas ao contrário do que se possa pensar, só em 2010 é que passou a pertencer a este museu.

Durante muitos anos pertenceu aos Bombeiros Voluntários de Paços de Ferreira e entretanto passou a ser propriedade de um sócio gerente da Tecopal, que o ofereceu a este museu em 2010.

Em Janeiro de 2011 iniciou-se o restauro da viatura nas oficinas dos Bombeiros Voluntários de Dafundo, tendo ficado pronto em Dezembro do mesmo ano.

É uma viatura do género "pesado", sendo como que uma carrinha de grandes dimensões. Deste modo é possível transportar os vários elementos da tripulação de forma abrigada dos elementos.

Na parte traseira há ainda espaço para moto-bombas, depósitos de combustível, mangueiras e outros materiais de apoio ao combate aos incêndios.

Continue lendo...

2020/03/23

Chapa antiga Velo Sprinter - Quinta do Anjo


No Rodas de Viriato temos várias publicações sobre bicicletas Sprinter, dos armazéns Fausto de Carvalho, se Sangalhos. Mas a chapa que aqui divulgamos é da Velo Sprinter e tem a referência à localidade Quinta do Anjo, perto de Palmela, pelo que não podemos misturar as duas marcas.

Na localidade de Quinta do Anjo há uma loja que vende produtos para agricultura e animais, bem como ferragens, que há muitos anos foi uma loja de motorizadas e de bicicletas. Certamente será uma marca desta loja. Quem sabe se um dia conseguimos esclarecer a situação.

Continue lendo...

2020/03/22

Dístico Aspirante - João Candido Belo / Transportadora Setubalense


Continuando a divulgação de coleccionáveis da Transportadora Setubalense, de João Cândido Belo, mostramos o dístico de "Aspirante", que tem a mesma forma e tamanho do dístico de Despachante Bilheteiro que também faz parte da nossa colecção.

Também este aperta com recurso a duas porcas que apertam em parafusos, um de cada lado.

Continue lendo...

2020/03/21

Motorizada CF Sport 2002 - Exposição Bicicleta Motorizada


O mundo dos veículos a motor com duas rodas fabricados em Portugal é tão grande, como a pequenez de muitos portugueses.

As montagens da Macal com motor Honda são conhecidas daqueles que gostam de motorizadas pouco comuns fabricadas em Portugal (se é que se podem denominar assim…).

Pois para além do uso de motores Honda (e os Hodaka usados nas Forvel 125), também houve motorizadas com outros motores oriundos do Japão.

Esta motorizada CF Sport 2002 é um exemplo disso, estando equipada com motor Yamaha de 50 cc, com autolube.

Esta montagem foi fabricada pela EFS, para a CF - Condessa & Ferreira, pelo que tem no depósito de combustível o emblema em forma de gota, característico da EFS, mas com as letras CF.

Esta motorizada tem os dois guarda-lamas cromados, mas aparentemente também as houve com guarda-lamas pintados na mesma cor azul, usada noutras peças.

O guiador ao nível do farol, com hastes de pequena dimensão dá-lhe um ar desportivo. O padrão xadrez existente no emblema da mala de ferramentas também contribui para este aspecto.

É mais uma das motorizadas da exposição Bicicleta Motorizada, no Centro de Artes de Águeda.

Continue lendo...

2020/03/20

Revista SóClássicas n.º 83 - Março de 2020


A revista SóClássicas número 83 / 119 de Março de 2020 já está nas bancas e aqui estamos a fazer a sua apresentação.
Ao olhar para a capa, vemos na parte de cima o motor Casal com 250 cc que está em exposição em Águeda, na Exposição Bicicleta Motorizada, chamando assim para o artigo publicado no interior.
Em termos de conteúdo é possível encontrar pequenos artigos sobre uma Famel Denver e uma moto Avelino 98 cc; uma reportagem sobre a "AutoMotoRetro" de Turim; um artigo sobre Luís Amaral e sua ligação aos Cucciolo; outro sobre a Feira do Cartaxo e outro sobre o leilão Mecum, em Las Vegas. Na capa vê-se em grande destaque uma Flandria Record Super que tem direito a várias páginas no interior da revista dedicadas a ela. No que respeita à reportagem sobre a Exposição Bicicleta Motorizada, ocupa um total de 6 páginas. Segue-se um artigo sobre uma Ducati GT750 e outro sobre o restauro de um ciclomotor Alma. Antes de terminar, há um artigo sobre "Os nossos restauros" onde aparece uma Macal M70 com motor Honda; o calendário de eventos e a tradicional parte dos classificados.

Agradecemos ao editor pela oferta da revista!

Continue lendo...

2020/03/19

Catálogo A. J. Maias, L.da - Rodízios Ref. 0010 a 0015


Hoje divulgamos outra folha do catálogo da A. J. Maias, L.da, de Sangalhos, desta vez com rodas que não são para veículos, mas sim para móveis!
São 6 referências de rodízios, desde a 0010 até à 0015.
No primeiro caso é um rodízio com buxa quadrada, de 18 mm e redonda de 17 mm.

Esta gama de artigos era diversificada, procurando responder a diferentes necessidades dos fabricantes de mobiliário.

Continue lendo...

2020/03/18

Publicidades antigas em Angola - Pachancho e outras...


Através de publicidades antigas é possível descobrir pistas importantes sobre empresas e os produtos que comercializavam.
A Pachancho em Angola era distribuída no Norte do país pela Travassos & Jorge, L.da (Casa das Bicicletas), em Luanda. No Sul de Angola era distribuída pela Sociedade Angolana Figueiredos S.A.R.L., em Benguela. Em relação aos pistões, camisas, segmentos, cavilhas, amortecedores, etc. Pachancho, tinham como depositários-distribuidores para o Norte do país a Socolango - Sociedade Comercial de Angola, L.da, em Luanda.

Estas publicidades antigas foram encontradas nos jornais "Diário de Luanda" e "ABC" e foram-nos enviados por Filipe Santos (muito obrigado mais uma vez!).
Na imagem anterior vemos um anúncio ao Austin Champ, que tinha como agentes gerais em Angola a Hull, Blyth (Angola), Ltd. - Casa Inglesa.

E continuando com viaturas para o mato, para picadas e estradas de terra, a Lusolanda dava assistência garantida aos jipes Suzuki LJ 50, com 540 cc e 3 cilindros.

E terminamos com uma publicidade da Empresa do Comércio Geral de Angola, Lda. - Comgerang, que comercializava camiões, automóveis, tractores, entre muitos outros equipamentos e maquinarias, de marcas como a Magirus Deutz, FIAT e Simca.

Continue lendo...

2020/03/17

Camião Leopardo dos B. V. de São Brás de Alportel (4/8)


Estamos prestes a deixar o Inverno, que este ano foi pouco rigoroso em termos de frio e num instante estaremos no Verão, em que os incêndios florestais costumam marcar presença.

Nas imagens vemos mais um grupo de fotografias do camião Leopardo, dos B. V. de São Brás de Alportel, fazendo um percurso por alguns elementos do exterior do veículo.

Nas janelas não deixamos de reparar nos emblemas da Covina, que estão marcados nos vidros, como acontece nos das portas.

O espelho retrovisor exterior é regulável em extensão, sendo igual (ou muito parecido) com os usados no blindado Chaimite, que era produzido pela mesma empresa que fabricava este camião - a Bravia.

Devido à altura do camião, há vários estrados / estribos para os pés, sendo forrados com chapa metálica texturada.

Podemos ver o uso desta solução técnica na zona de acesso à cabina do condutor e da tripulação, bem como na zona de acesso ao compartimento do motor.

Não nos podemos esquecer que água em chapas metálicas origina escorregadelas, que deste modo não aconteciam tão facilmente, devido às linhas paralelas que existem no metal de forma alternada.

Continue lendo...

2020/03/16

Decalque antigo "É boa... É Mini Macal"


Os decalques antigos são um produto que no Rodas de Viriato divulgamos há muitos anos, de forma a tentar mudar as mentalidades de quem lida com restauros e recuperação de motorizadas e bicicletas antigas.

Por ser um artigo que exige especificações próprias em termos tecnológicos, pura e simplesmente não é reproduzido, usando-se em seu lugar autocolantes. Mas são coisas distintas!

É semelhante a pedir um gelado e servirem um sorvete, ou pedir uma infusão e servirem um chá. Para quem não percebe do assunto são coisas iguais, mas têm diferentes processos de fabrico.

No caso do decalque que vemos nas fotos, faz publicidade à Mini Macal, dizendo "É boa… É Mini Macal". Na parte inferior do decalque diz:
Equipada com motor Sachs automático
Distribuidores para Portugal: Moreira & Letra
Telefones: 42156 - 42133 - Cantanhede

Na parte do papel que protege o decalque podemos ver uma espécie de carimbo com o número 114948, bem como a referência ao fabricante do decalque, a Serical, do Porto.

Tem ainda num dos lados as instruções para a correcta aplicação do decalque, entre as quais, é referido que não deve de ser aplicado sobre superfícies húmidas.
Agradecemos a Ruizito Rodrigues por esta oferta.

Continue lendo...

2020/03/15

Catálogo Tramagal com ceifeiras debulhadoras #5


A diversificação da gama de produtos é uma das formas de as empresas garantirem vendas.
A MDF - Metalúrgica Duarte Ferreira sempre teve diferentes produtos, insistindo na vertente agrícola.
Nestas duas páginas do catálogo Tramagal com ceifeiras debulhadoras que estamos a divulgar, podemos ver um extractor de humidade de marca Ventacrop, usado na secagem de arroz; bem como um espalhador de estrume, um corta-forragens ensilador de milho e uma ganhadeira rotativa de marca Kemper.

Continue lendo...

2020/03/14

Motorizada Famel S 20 - Exposição Bicicleta Motorizada


Há marcas que usam números para denominar os modelos que vão fabricando, enquanto que outras usam letras (ou a junção destes dois); ou então nomes, sejam eles de locais ou outros, que por vezes são inventados.

A Famel usou as três técnicas referidas anteriormente e mais outra, denominar modelos usando a marca da motorização usada. Se a coisa pode parecer simples, na verdade não o é...

Dizemos isto porque alguns modelos eram baptizados com um nome, por exemplo Famel Victoria, havendo depois motorizadas destas, modelos A ou N.º 2... Já para não falarmos na questão das "estrelas", que alguns modelos tinham… Aumentando assim o número de variantes existentes.

Nas imagens vemos uma motorizada Famel, modelo S20, registada no ano de 1965. Se esta é uma Famel S 20, houve a Famel Foguete S-21, com número logo ao lado...

Mas também as houve com outros números, como a Famel 76, a Famel 77 ou a Famel 111...

Esta Famel S20 estava equipada com motor Zweirad Union, de turbina. Esta situação fez com que os técnicos da Famel criassem um quadro pensado de modo a ligar as diferentes partes de forma harmoniosa.

O tampão do depósito de combustível tem a marca Sacor em relevo.

Esta motorizada Famel S 20 pode ser vista na exposição Bicicleta Motorizada, no Centro de Artes de Águeda.

Continue lendo...