2017/03/29

13.ª Edição do Salão Motorclássico / 2017

~
Todos os meses vão surgindo eventos onde os entusiastas de veículos antigos podem encontrar o que procuram. Recentemente falámos da Automobilia de Aveiro 2017 que está prevista para Maio, mas antes, em Abril, podem ir ao Motorclássico 2017 em Lisboa.
Se não estamos errados, esta será a 13.ª edição do Salão Motorclássico - Salão Internacional de Veículos Clássicos / 2017. Que este ano tem em destaque o Salão Motor Racing e o Leilão de Clássicos. Realiza-se nos dias 21, 22 e 23 de Abril de 2017 (sexta-feira - 21 de Abril, das 15h às 22h; sábado - 22 de Abril, das 11h às 22h e domingo - 23 de Abril, das 11h às 20h).
Ainda ontem falávamos do espaço que o Clube UMM teve na última edição e hoje aqui mostramos o cartaz do evento e apresentamos o programa previsto.

No site oficial do evento podemos encontrar a seguinte informação:
- Salão Motor Racing:
À semelhança dos anos anteriores, vai decorrer, em paralelo ao Salão Motorclássico, o Salão Motor Racing.
Trata-se de um evento dedicado ao Desporto Motorizado onde se pode encontrar tudo acerca de campeonatos, provas nacionais e internacionais, troféus de várias classes e categorias, profissionais do sector, pilotos, patrocinadores, organizadores, marcas, preparadores, entre outros.
Este evento foca-se no mundo da competição, e é um ponto de encontro obrigatório para os amantes da modalidade.
- Exposições Temáticas:
Exposição "Ferrari - 70 Anos"
Um dos destaques principais do Salão Motorclássico será a exposição “Ferrari 70 Anos”, dedicada à marca da casa de Maranello, uma das mais emblemáticas de sempre na indústria automóvel. A exposição irá apresentar uma viagem pela história da marca, mostrando modelos das várias décadas, desde o seu início até à actualidade, começando com o Ferrari mais antigo em Portugal, o modelo 195 Inter Vignale de 1951.
Exposição "A Guarda Nacional Republicana sobre rodas"
As duas rodas também vão estar em destaque este ano como já é tradição no Salão Motorclássico, desta vez representadas pela colecção da Guarda Nacional Republicana, que irá mostrar o seu acervo histórico motorizado.
- Passeios e Concentrações
O programa do Salão Motorclássico conta anualmente com diversas passeios e concentrações de automóveis e motociclos clássicos, que, individualmente ou em grupo, visitam o evento, ficando os veículos estacionados em área reservada para o efeito.
Estes passeios e concentrações conferem uma dinâmica diferente ao evento, na medida em que os visitantes podem ver e ouvir os motores clássicos na sua chegada e partida.
- Leilão de Automobilia
Integrado na 13.ª Edição do Salão Motorclássico, o Leilão Motorclássico by LEILOSOC, Market Partners apresenta uma oportunidade única para comprar veículos e automobilia.
O leilão decorre no dia 22 de Abril, a partir das 17h00, e é realizado em parceria com a leiloeira LEILOSOC, Market Partners.

Continue lendo...

2017/03/28

Espaço do Clube UMM no Motorclássico 2016


No próximo mês de Abril de 2017 realiza-se a 13.ª Edição do Salão Motorclássico / 2017 e como já vem sendo norma nos últimos anos o Clube UMM irá estar presente e já agendou para dia 23 de Abril a concentração de jipes UMM a propósito do evento, intitulada "Rummo ao Motorclássico".
Enquanto não chega essa data, aproveitamos para relembrar como foi o espaço do Clube UMM na última edição do Salão Motorclássico.

O jipe UMM em exposição era um modelo Alter CD - Cabine Dupla, de competição, com caixa de carga em metal, e que participou em diversas provas, sendo conhecido por quem está dentro do assunto como a "Madonna".
Actualmente este jipe UMM é uma das máquinas da equipa Tucha Competição e ainda é utilizado em corridas de todo-o-terreno.

Na decoração existente neste UMM é possível ver os autocolantes da 29.ª Edição da Baja de Portalegre / 2015, onde participou com o número 621.

Continue lendo...

2017/03/27

Chapa antiga C.C.F.L. - Iº Rallye Carris 1955


Apresentamos uma chapa antiga da C.C.F.L. - Companhia de Carris de Ferro de Lisboa, comemorativa do 1.º Rallye Carris em 1955, isto depois de aqui termos divulgado uma outra chapa antiga da C.C.F.L., relativa ao IV Rally da Carris em 1958.

É em metal com as letras gravadas e com um emblema da C.C.F.L em relevo e incrustado perto do canto superior esquerdo, tendo elementos coloridos em esmalte.

No verso é possível ver o pormenor da solda / junção dos dois elementos referidos.

Continue lendo...

2017/03/26

12.º Encontro Ciclomotorizado / S. Pedro - Rego da Murta


O 12.º Encontro Ciclomotorizado, em S. Pedro - Rego da Murta, Alvaiázere, está agendado para dia 23 de Abril de 2017.
É promovido pela Associação de Apoio Social, Cultural, Desportiva e Recreativa de S. Pedro, tendo a concentração prevista para as 8 horas e 30 minutos e o início do passeio propriamente dito para as 10 horas. Terminando depois da hora do almoço.
Para mais informações contactar a associação promotora do evento.

Continue lendo...

2017/03/25

Folheto motorizada Perfecta 50 de Maio de 1966


Há uns anos divulgámos aqui um envelope antigo da Ciclo Areeiro com carimbo de correios de 1965, com uma imagem de uma motorizada Perfecta no verso.
Era um modelo equipado com motor Zundapp, que tinha pneus com faixa lateral branca e selim forrado com material que tinha padrão marmoreado.
Essa mesma imagem foi usada nesta publicidade de 1966 às motorizadas Perfecta, produzidas pela Vilar e que eram representadas pela Bicimotor, no Porto, e pela Ciclo - Areeiro em Lisboa.

Esta publicidade impressa a duas cores foi feita na Tipografia Casa Nun' Alvares, no Porto.
No verso podemos ler que a motorizada Perfecta era elegante, robusta, cómoda e veloz. E que não receava confrontos.

Continue lendo...

2017/03/24

Motorizada Casal K 175 - XIV Automobilia Ibérica Moita


Quem gosta de motorizadas nacionais com linhas desportivas pode ver na XIV Automobilia Ibérica da Moita esta motorizada Casal K 175 em exposição.
Estava pintada no tradicional vermelho, com elementos decorativos a branco e o quadro em cinzento.

Já não é a primeira vez que este modelo da Casal marca presença neste evento, tendo sido possível ver outra motorizada destas em 2015.

Deste modo é possível fazer comparações entre os modelos conhecidos o que pode ajudar (ou complicar!) num restauro.

Entre as duas Casal K 175 que referimos há pequenas diferenças, sendo as mais notórias no guarda-lamas da roda da frente e no guarda-corrente (numa tem perfurações, na outra não).

Outro elemento que difere é o conta rotações, numa o mostrador vai até ao "15", na outra vai até ao "12".

Mas muitos foram os que perderam alguns minutos para observar este exemplar da nossa indústria de duas rodas com motor, sem se preocuparem com estes pormenores, admirando a capacidade inventiva da Metalurgia Casal.

Continue lendo...

2017/03/23

Alfinete de lapela da Mabor


No blogue Rodas de Viriato temos uma admiração especial pelos pneus de fabrico nacional e sempre que podemos, pesquisamos mais um pouco sobre a história desta indústria.
Hoje trazemos um alfinete de lapela da Mabor - Manufactura Nacional de Borracha, que certamente nos leva para os primeiros anos da empresa, algures no final dos anos 40 / início de anos 50 do século passado.

É um alfinete com o emblema da Mabor, que tem como base um escudo dividido em quatro partes, tendo em duas delas linhas que lembram o rasto de um pneu de moto e de um automóvel e, nas outras duas partes, uma esfera armilar e uma estrela.

Neste alfinete ainda não aparece a referência à General / Mabor General.
A Mabor foi inaugurada em 1946, em Lousado - Famalicão, dedicando-se à produção de pneus para automóveis, camiões, motos e scooters, bem como câmaras de ar.

Continue lendo...

2017/03/22

7.º Passeio de Bicicletas Antigas do GPP - Portelas


Há eventos que ano após ano se vão realizando um pouco por todo o país.
O Passeio de Bicicletas Antigas das Portelas, em Lagos é um deles, com a característica de se realizar a Sul, tal como o Passeio de Bicicletas Antigas de Budens.
Este ano o 7.º Passeio de Bicicletas Antigas do GPP está agendado para o dia 23 de Abril de 2017, tendo início pelas 10 horas da manhã.
Para mais informações, usar os contactos existentes no cartaz.

Continue lendo...

2017/03/21

Vinheta / selo da prova 6 Horas de Vila Real - 1969


Um pequeno e simples papel que se cola num envelope ou noutro lado pode ser algo muito especial para quem se interessa por um determinado assunto.
Selos e vinhetas estão nesta categoria, fazendo a delícia de quem se interessa por motorizadas, motos e jipes feitos em Portugal.

A vinheta que aqui divulgamos está relacionada com a prova de competição 6 Horas de Vila Real, realizada em 1969, nos dias 5 e 6 de Julho.
A imagem usada para decorar a vinheta foi a de um automóvel Toyota, com o número 6.

Continue lendo...

2017/03/20

Ciclomotor Milo com motor Alma - XIV Automobilia Ibérica Moita (1/2)


Quando fizemos o balanço da XIV Automobilia Ibérica da Moita / 2017 referimos que um dos veículos que nos despertou curiosidade foi um ciclomotor com motor Alma, fabricado em Braga.

Pois o ciclomotor em questão estava identificado na coluna da direcção com uma chapa que aparentemente dizia Milo Especial.

Nessa chapa vê-se um elemento que faz lembrar um brasão das localidades e que tem semelhanças com o brasão de Braga, cidade de onde é proveniente o motor Alma.

Todo o ciclomotor tinha uma patine, que parecia não ser resultado do tempo, mas de acção humana.
Por exemplo no interruptor que mostramos na imagem anterior, de marca Aprilia, podem ver facilmente o que referimos.

Como não é todos os dias que se vêem este tipo de ciclomotores, aproveitámos para fotografar diferentes pormenores que permitam comparação com outros que existam.

E tanto pode ser a zona inferior do depósito de combustível, como uma pequena peça existente na forqueta.

Na lateral do depósito não se viam vestígios de ter existido algum decalque ou emblema antigo, mas parecia que em tempos teve uma cor diferente do restante tanque de combustível.

O motor tinha pedais, pelo que este Milo com motor Alma tinha duas correntes, cada uma de seu lado do veículo (para quando eram usados os pedais ou para quando era usado o motor).

No guarda-lamas traseiro via-se um farolim, seria o modelo original?
Brevemente apresentaremos mais fotos deste ciclomotor.

Continue lendo...

2017/03/19

Catálogo de atrelados Empal - Atrelado de caça coberto a lona Ref. 6


Estamos a chegar à primavera e com ela termina a época de caça, pois está na altura dos animais se reproduzirem e poderem deste modo garantir a continuidade das espécies. Mas não é por acabar a época da caça, que um entusiasta dos veículos feitos em Portugal não pode começar o restauro de um atrelado para transporte de cães de caça!

Este atrelado de caça coberto a lona, com divisória para 3 cães tinha a referência n.º 6 do catálogo da Empal. Na parte traseira podemos ver duas zonas que eram em rede de arame de modo a que os animais pudessem respirar e ver a paisagem durante a viagem.
Este reboque tinha as seguintes características: Chassis em chapa quinada de 2 mm; lados e fundo em chapa de 0,8 mm e suspensão individual em mola e amortecedor.
Em termos de medidas tinha 1,22 metros de comprimentos, 98 cm de largura e 50 centímetros de largura. As rodas eram de jante 8, com pneus 4.00 - 8.

Continue lendo...

2017/03/18

XIV Automobilia Ibérica da Moita - Balanço


Ainda ontem apresentávamos os cartazes oficiais e o programa da Automobilia de Aveiro 2017 e hoje aqui estamos a fazer o balanço de outra automobilia que se realiza na margem Sul do Rio Tejo, e que é bem conhecida de quem gosta da temática, a XIV Automobilia Ibérica da Moita / 2017.

Mais uma vez fazemos o balanço do que vimos, como já vem sendo prática no Rodas de Viriato nos últimos 10 anos.
Como um qualquer comentador televisivo, podemos dizer que houve variações na continuidade. E dizemos isto porque o evento continuou na linha de anos anteriores, mas registaram-se algumas (pequenas) diferenças, especialmente no que respeita aos veículos de fabrico nacional.

A Automobilia da Moita continua a ter como ponto forte a quantidade de peças de motorizadas, motos, automóveis e bicicletas que oferece. Situação que pensamos decorrer por um lado do espaço disponível e, por outro, de serem mais fáceis de transportar e permitirem que o comerciante garanta a realização de algum dinheiro.

Como o espaço disponível não é muito, nota-se que alguns vendedores têm o cuidado de apresentar modelos menos conhecidos, ou mais raros ou valiosos. A seu tempo aqui divulgaremos um ciclomotor Alma que esteve para venda, bem como uma Forvel 125 cc com motor Hodaka ou uma Casal K 175 (entre outras motorizadas).

Como já dissemos noutras ocasiões, os automóveis presentes dentro do recinto vão sendo cada vez menos e este ano sentimos a falta dos UMM e dos Portaro que por lá iam aparecendo. Ainda assim pudemos ver logo na entrada do Pavilhão Municipal da Moita em obra de artesanato com um UMM feito em arame.

Já em termos de motos e de motorizadas gostávamos de ter visto mais algumas, mas como já dissemos o espaço não o permite. Tendo em conta esta situação, juntamente com o facto de as vagas para os vendedores esgotarem rapidamente, seria bom que a organização tentasse outras hipóteses ou soluções que colmatassem esta situação, pois todos ficariam a beneficiar dela.

Uma área que vemos ganhar mais relevância de ano para ano é a que diz respeito ao coleccionismo. Chapas, catálogos, folhetos, matrículas, porta-chaves, emblemas, latas... São alguns dos produtos que era possível encontrar à venda.

Os carrinhos a pedais não estavam presentes em grande número, mas foi possível ver alguns bem antigos e com formas de outros tempos, como um Sóbrinca com forma de foguete / míssil.

Mais uma vez foram muitas as pessoas que se deslocaram até ao evento usando veículos antigos, pelo que em volta do pavilhão de exposições também se notava algum burburinho, até porque a componente social, de se encontrarem amigos e conhecidos, fazem com que só isso já justifique uma deslocação até ao local.

Ainda tem mais um dia (domingo) para aproveitarem o sol e irem até à Moita visitar este evento.

Podem relembrar as edições anteriores da Automobilia da Moita vejam:
- XIII Automobilia Ibérica da Moita - 2016
- XII Automobilia Ibérica da Moita - 2015
- XI Automobilia Ibérica da Moita - 2014
- X Automobilia Ibérica da Moita - 2013
- IX Automobilia Ibérica da Moita - 2012
- VIII Automobilia Ibérica da Moita - 2011
- VII Automobilia Ibérica da Moita - 2010
- VI Automobilia Ibérica da Moita - 2009
- V Automobilia Ibérica da Moita - 2008
- IV Automobilia Ibérica da Moita - 2007

Continue lendo...

2017/03/17

25.ª Automobilia de Aveiro / 2017 - 25 anos!


Quem visita o Rodas de Viriato na Internet fica a par de tudo o que está relacionado com veículos feitos em Portugal.
Por isso aqui divulgamos a feira / exposição que mais mexe com o panorama de veículos antigos em Portugal, a Automobilia de Aveiro, que neste ano de 2017 tem a sua 25.ª edição, com o lema "25 edições, mais de 100 anos de história de autombilismo e motociclismo de época".
A Automobilia de Aveiro decorrerá entre os dias 19 a 21 de Maio de 2017, na AveiroExpo, em Aveiro.
No novo site do C.A.A.A - Clube Aveirense de Automóveis Antigos é possível ler o seguinte sobre a Automobilia de Aveiro:
"O maior e mais antigo certame de Portugal dedicado ao coleccionismo da temática dos transportes rodoviários, estará de volta nos próximos dias 19, 20 e 21 de Maio de 2017, como habitualmente, na AveiroExpo, em Aveiro.
Trata-se da XXV AUTOMOBILIA®, uma edição histórica, e que este ano se irá afirmar ainda mais como o verdadeiro ícone no tema das feiras e exposições dedicadas ao coleccionismo e história dos transportes.
São mais de 300 expositores de várias nacionalidades a proporem uma imensidade de material e equipamentos (peças automóvel e moto, ferramentas, documentação técnica, vestuário, publicidades, etc), veículos de todo o tipo e em diversos estados de conservação, memorobilia ligada ao mundo dos transportes e desportos motorizados, miniaturas e muito mais.
Complementarmente, estarão patentes diversas exposições temáticas exibindo formidáveis veículos e equipamentos, que constituirão factores de enriquecimento do conhecimento de entusiastas e do público em geral.
Um evento a não perder!"

"Temas para a 25ª Edição da Automobilia de Aveiro:
Para além da habitual imensidão e diversificada riqueza de material de automobilia e motomobilia, teremos as seguintes exposições temáticas, já confirmadas:
- Transporte ferroviário: participação do Museu Nacional Ferroviário, com a exibição de uma locomotiva a vapor e uma carruagem, ambos dos anos 30; exibição de diverso material museulógico relativo aos comboios; comboio miniatura que efectuará passeios com os visitantes em linha dedicada para o efeito
- Transporte aéreo: a Automobilia será de novo honrada com a presença do Museu do Ar, que exibirá meios aéreos e diversos equipamentos aeronáuticos históricos
- Carros e motas do início do século XX: uma exposição de belos e imaculados veículos produzidos entre 1900 e 1930
- Lambretta e a suas primas scooters: alargada exposição de scooters, na comemoração de mais um aniversário do lançamento da Lambretta
- Bicicletas de outros tempos, com a habitual e preciosa colaboração da Men in Bike
Passeio Turístico Autombilia
Voltaremos a contar este ano com o Passeio Turístico Automobilia, que tanto êxito obteve nas edições anteriores. Será um passeio a privilegiar a região de Aveiro, com partida no centro da cidade e visitando pontos de interesse das proximidades, com uma prova de slalom (facultativo) da parte da tarde. O passeio terminará no recito da Automobilia, com os veículos participantes a ficarem em exibição ao público."
O horário da 25.ª Automobilia de Aveiro / 2017 será o seguinte:
Dia 19 de Maio: das 15:00 às 21:00h
Dia 20 de Maio: das 10:00 às 21:00h
Dia 21 de Maio: das 10:00 às 20:00h

Continue lendo...

2017/03/16

Triciclo em fotografia antiga a preto e branco


A alteração de veículos começou no dia em que alguém sem conhecimentos técnicos mexeu onde não devia. Entretanto um invejoso com conhecimentos técnicos decidiu fazer o mesmo, e desde então a situação nunca mais parou.

Neste fotografia antiga a preto e branco (e que parece ter sido feita a partir da prova directa com o negativo) podemos ver um triciclo a pedais que tem a parte de madeira mais elevada na frente, do que aquilo que é normal.
Deste modo o triciclo fica com um ar de veículo de velocidade, em parte por ficar na diagonal (e não na horizontal), o que também obrigará a criança a ter uma posição mais deitada, por escorregar na madeira!

Resta saber se esta situação foi porque alguém mexeu onde não devia, ou se foi alguém que sabia bem o que fazia!

Continue lendo...