.

2019/11/30

Motorizada Dover - 27.ª Automobilia de Aveiro / 2019


Motorizadas da Organização Sachs Portuguesa não aparecem todos os dias à venda, mas na 27.ª Automobilia de Aveiro / 2019 podemos dizer que era coisa que não era bem assim, pois não faltam modelos para escolher.

Uma delas era esta motorizada Dover, equipada com motor Sachs, fotografada no espaço exterior do evento.

Como podemos observar nas fotografias, a pintura original, bem como os respectivos decalques ainda eram visíveis, se bem que apresentando já desgaste resultante do passar do tempo e da utilização.

Este modelo só tinha um selim, que tinha molas na parte inferior, de modo a amortecer os impactos resultantes da circulação.

Note-se que é um modelo sem suspensão traseira.

Esta Dover estava equipada com suporte de mercadorias, situando-se por cima do guarda-lamas traseiro.

Continue lendo...

2019/11/29

Fábrica de Brinquedos Novorim - Catálogo antigo / Triciclo ref. 120


Atribuir a referência 120 a um triciclo como este pode ter sido acaso, mas o número "120" fica-lhe mesmo bem.
É mais um dos artigos que aparece no catálogo antigo da Fábrica de Brinquedos Novorim, mas tem umas formas e acabamentos que o tornam especial. Os pneus têm um piso estriado, como que lembrando os pneus de taco, para todo-o-terreno. A forqueta é cromada, bem como mais alguns pormenores.

O selim tem molas e aparenta ser em couro. No quadro há dois filetes quase horizontais, que são paralelos entre si, dando uma noção de velocidade. E para animar a condução, está equipado com uma campainha manual.
Por todos estes motivos, era o mais caro de toda a gama Novorim, custando na época 250$00.

Continue lendo...

2019/11/28

Catálogo Geral Macal Minarelli Motores P4R/ P5R / P6R / V1H k.s. / V1H pedal


Facilitamos a vida de quem gosta de veículos antigos fabricados em Portugal e hoje damos mais um passo nesse sentido, especialmente a pensar nos adeptos de motorizadas Macal.

Temos mais um catálogo antigo disponível para quem precisa de reparar motores de marca Macal Minarelli, modelos P4R/ P5R / P6R, como está escrito na capa deste catálogo, e também dos motores Macal Minarelli modelos V1H k.s. / V1H pedal.

Este catálogo da Macal está organizado com recurso a imagens com desenhos técnicos explodidos, de acordo com as várias partes tratadas; havendo depois tabelas onde se encontra a designação da peça, bem como da sua referência.

Numa primeira parte temos os motores:
- Macal Minarelli P4R
- Macal Minarelli P5R
- Macal Minarelli P6R
E também os motores:
- Macal Minarelli V1H k.s.
- Macal Minarelli V1H pedal.

O interior deste catálogo antigo tem 35 páginas, impressas numa só cor, enquanto que a capa é impressa a cores.

Quem pretender uma cópia encadernada deste catálogo dos motores Macal Minarelli, pode pedir mais informações usando o contacto de e-mail existente na lateral direita do ecrã.

Continue lendo...

2019/11/27

Carta da Guyenet, Balvay & Roudier para João Garrido


É um pedaço de papel velho, mas também é um pedaço da histórias das bicicletas em Portugal.
É uma carta da empresa Guyenet, Balvay & Roudier, de Paris (França), dirigida a João Garrido que em 1891 montou uma casa de venda de bicicletas na cidade do Porto.

A carta é datada de 1899 e aparentemente refere-se a uma peça no valor de 230 francos.
A Guyenet, Balvay & Roudier vendia, alugava e reparava, bicicletas, motos e automóveis, tendo sucursais em Paris, Nice e Vichy.

Assim juntamos mais umas pistas, que ajudam a perceber o enquadramento histórico das primeiras empresas relacionadas com veículos de duas e de quatro rodas em Portugal.

Continue lendo...

2019/11/26

Publicidade à António Augusto Nunes Maia


Nesta publicidade que foi publicada n programa da V Grande Prémio ABIMOTA - Duas Rodas, "Do Minho ao Algarve" (que decorreu de 28 a 31 de Maio de 1981), podemos ver uma pequena publicidade à empresa António Augusto Nunes Maia, que se dedicava ao fabrico de acessórios para bicicletas, motorizadas e automóveis.
A empresa fazia importação e exportação do material referido anteriormente, situando-se em Sangalhos/Anadia.

Continue lendo...

2019/11/25

Bicicleta Confersil de corrida - XVI Automobilia Ibérica da Moita / 2019


As bicicletas de corrida tiveram o seu tempo, tal como outros tipos de bicicleta tiveram e outras estão a ter... A necessidade de produzir / vender assim o exige.

Entretanto a indústria vai criando novos modelos, peças, acessórios e marcas. Nesta bicicleta antiga de marca Confersil podemos verificar isso.

Por exemplo, o guiador é da marca Indur - Made in Portugal, aparentando ser fabricado em alumínio. A marca está envolta numa coroa de louro, como que dizendo que é uma marca laureada em competição.

Está equipada com mudanças, tendo os manípulos no quadro, que dizem "Profesional" junto da coluna da direção. As rodas têm aperto rápido.

Os travões são da Lusito - Sociedade Ciclista Lusitana e no cachimbo do guiador aparece a marca MA gravada no metal.

Esta bicicleta Confersil esteve à venda na XVI Automobilia Ibérica da Moita / 2019.

Continue lendo...

2019/11/24

Catálogo bicicletas Órbita - bicicleta referência 01.02.0112


Assim à primeira vista podemos dizer que esta bicicleta Órbita Foguetão, com a referência 01.02.0112 é irmã gémea da que tem a referência 01.02.0111, mudando só a cor do quadro. Enquanto uma é azul, a outra é vermelha.
É mais uma das imagens divulgada no "Catálogo de bicicletas Órbita com 3 bicicletas na capa".

Continue lendo...

2019/11/23

Bicicleta UCAL Mini - 27.ª Automobilia de Aveiro / 2019


A bicicleta UCAL Mini antiga que vemos nas imagens estava perto de um antigo sinal de obras na via, feito artesanalmente.

Sendo esta bicicleta um modelo para criança, quase que se justifica comprar também o sinal, pois quando se começa a pedalar, quem circula por perto tem de ter muita cautela, como quando há obras na estrada.

Esta bicicleta antiga UCAL Mini tinha roda pequena (medida 12 ou 14...) e estava para venda na 27.ª Automobilia de Aveiro / 2019, num dos pavilhões cobertos.

Era um modelo dobrável, com selim comprido e guarda-lamas pintados de branco.

Na frente tinha um pneu nacional em borracha preta, enquanto que na traseira tinha um pneu em borracha de cor branca.

No guarda-lamas de trás podia-se ver a chapinha que a UCAL usava na zona onde esta peça prendia às hastes que seguravam o guarda-lamas.

Continue lendo...

2019/11/22

Reboque cisterna Galucho CG 6000


Nos últimos anos a produção agrícola portuguesa tem mudado de panorama, notando-se que há quem invista de forma considerável em equipamentos e infraestruturas para a produção de alimentos. Tal situação pode ser uma oportunidade para algumas empresas que fabricam equipamentos aumentarem os seus rendimentos.

Nas imagens vemos um reboque cisterna da marca Galucho, modelo CG 6000 que foi fotografado recentemente numa feira no Alentejo, onde podia ser visto de perto pelos visitantes.

Aproveitámos a ocasião para o fotografar e para observar de perto a qualidade do trabalho, bem como as soluções técnicas usadas para o seu fabrico.

Esta cisterna Galucho CG 6000 foi fabricada em 2018, tendo a chapa galvanizada. Estava equipada com bomba compressora/depressora, que funciona através de ligação mecânica ao tractor.

Para além do já referido, esta cisterna estava equipada com canhão hidráulico orientável na parte traseira.

Continue lendo...

2019/11/21

II Resistência Vintage - Orvalhos


Se na época do ano em que o sol está mais quente os passeios e encontros de motorizadas abundam, no período do frio e da chuva as provas de resistência vintage fazem mais sentido. É uma forma de manter veículos antigos a circular, sem preocupações com chuva, humidade ou lama.
Na imagem temos o cartaz da prova II Resistência Vintage, em Orvalhos, organizado pelos Aranhóis do Asfalto. Está agendado para dia 8 de Dezembro de 2019.
Para mais informações, usar os contactos existentes no cartaz.

Continue lendo...

2019/11/20

Catálogo A. J. Maias, L.da - Roda Ref. 15 e 12


Rodas e mais rodas, com e sem rolamento!
É mais uma página do catálogo A. J. Maias, L.da, que estamos a divulgar, desta vez com as rodas com a referência 15 e 12.

São rodas maciças com 310 milímetros de diâmetro e 65 milímetros de bojo do pneu, sendo do tipo plano. No primeiro caso podia suportar até 150 kg de peso de carga, enquanto que no segundo caso podia suportar até 200 kg.

Continue lendo...

2019/11/19

Tricarro Diana para condutor com limitações físicas (2/2)


Depois de aqui partilharmos como encontrámos este tricarro com marca Diana, é momento de apresentarmos as restantes fotografias que mostram como ele é.

Começando do centro para fora, mostramos o banco almofadado para o condutor, inclusive na zona do encosto para as costa e na zona lateral. Está fabricado de uma forma que mais parece que estamos sentados numa poltrona.

Na parte de trás, tem uma mala para bagagem, onde está cravada uma chapa da marca Diana.

Esta mala tem tampa metálica, fechando com molas metálicas colocadas em cada extremidade.

Numa das laterais tem uma alavanca que se desloca ao longo de uma ranhura no metal, do lado esquerdo do tricarro.

Do lado direito deste tricarro antigo vemos o tampão do depósito de combustível que está escondido dentro da chapa da carroçaria.

Estes dois pormenores só confirmam que alguém fez um trabalho pensado. Com algum investimento e divulgação, podiam ter feito muitos mais e, quem sabe, até ter criado uma marca própria.

O farol era cromado, tendo ainda o nome do proprietário, residente na "Beira baixa". O hodómetro é da marca VDO.

E na traseira vemos que os farolins usados eram iguais aos usados em motorizadas nacionais, durante a década de 60 do século passado.

Continue lendo...