2019/01/31

Bicicleta Sirla tipo BMX Cross ref. 4.01.01.01 - Catálogo bicicletas Sirla


Ter pneus coloridos numa bicicleta sempre foi um elemento diferenciador. E esta opção de fabrico não é tão recente quanto alguns podem pensar (veja-se o caso dos pneus Dragão vermelhos que já aqui mostrámos). Seguindo esta linha de pensamento, a Sirla decidiu fabricar uma bicicleta tipo BMX Cross para criança, que tinha pneus com borracha azul. Tinham a medida 16 x 1.75. Para o conjunto ficar mais apelativo, foram usados componentes em cor amarela (guarda-corrente, selim e guiador).
Esta bicicleta Sirla tinha com a referência 4.01.01.01 no catálogo de bicicletas Sirla - Em cada passeio uma história de amor.

Continue lendo...

2019/01/30

Postal da Daferciclo de David Fernandes


Mais outra marca a juntar às várias centenas que já registámos no blogue Rodas de Viriato.
É a Daferciclo, de David Fernandes, que se situava no Largo Dr. João Elísio Sucena, n.º 76 em Águeda.

A Daferciclo tinha armazém e oficina em Paredes, Águeda.
Vendia as marcas Casal, Lambretta, Yamaha, Kawasaky e Honda.

Comercializava motos, motorizadas e bicicletas; bem como óleos industriais e de automóvel, de marca Cidol e Castrol. Também vendia mobiliário metálico para escritório e cozinha.

Agradecemos a oferta deste postal a Carlos Martins que tem página no Facebook de venda de peças para motorizadas antigas.

Continue lendo...

2019/01/29

Alfinete de lapela Vanguard Macal


À primeira vista este alfinete de lapela poderá parecer uma versão com cores diferentes do alfinete da Macal que já aqui mostrámos. Mas olhando bem para ele, vemos que não.

Para além das cores serem diferentes, na parte de cima, numa metade de uma roda dentada, está escrito Vanguard, remetendo-nos para a marca de motorizadas fabricadas pela Macal.

Continue lendo...

2019/01/28

Camião Leopardo ao pormenor - B. V. de Sousel (5/7)


A chapa quinada é, a par da robustez, uma das características da maioria dos automóveis, carrinhas e camiões fabricados em Portugal.

O recurso limitado a maquinaria mais sofisticada, bem como a simplicidade do fabrico, tem vantagens que, tal como nos amigos, é nos momentos de dificuldade que se evidenciam.

Nas imagens podemos ver a 5.ª parte de fotografias deste camião Leopardo que pertence aos Bombeiros Voluntários de Sousel (ver parte 1parte 2parte 3 e ver parte 4).

Desta vez vamos para a zona inferior do camião, mostrando pormenores dos componentes mecânicos, bem como de algumas das soluções de fabrico encontradas pela Bravia / VM.
Numa das imagens anteriores podemos ver o guincho que está instalado na frente do camião.

Sendo um veículo pesado, abundam peças e chapas de grossuras consideráveis, bem como muitos parafusos e porcas.

Na imagem anterior podemos ver a zona da cava da roda direita na frente, onde se vê o local onde foram fixados o farol e os farolins / luzes sinalizadoras.

Na estrutura do camião foram usadas vigas em "U", que conferem mais rigidez ao conjunto. Não nos podemos esquecer que o camião Leopardo foi criado de modo a poder transitar em caminhos de terra e carregado de muita água.

Os espaços livres foram aproveitados para criar zonas de arrumação, como é o caso deste armário cujo acesso é feito pelo exterior, localizado perto das rodas traseiras.

Aparentemente o bocal do depósito de combustível situa-se do lado direito do camião, na zona entre as portas que dão acesso à cabine.

A parte inferior do depósito de combustível está alinhada com a parte inferior do armário de que falámos anteriormente, como se vê na imagem.

As comunicações via rádio não foram esquecidas e este Leopardo tem a antena localizada do lado esquerdo, junto do espelho retrovisor.

Continue lendo...

2019/01/27

14 anos do Clube UMM - Cinfães / Viseu


Ainda faltam muitos meses, mas o Clube UMM já começou a programar a comemoração do seu 14.º aniversário, de modo a que tudo cora da melhor forma. Está agendado para dia 9 de Novembro de 2019, em Cinfães / Viseu. O mote deste ano é "Por terras de Serpa Pinto".
Na página do Clube UMM no Facebook podemos ler a seguinte informação:
"Este ano vamos rumar até ao Norte, mais concretamente para a bela localidade de Cinfães, onde com a colaboração do nosso amigo e associado Filipe Passarinho estão já a ser iniciados os preparativos para esta grande festa UMM.
Reservem já esta data no vosso calendário.
Contamos com a vossa presença."
Tratem de fazer a vossa inscrição e garantir deste modo a participação no evento.

Continue lendo...

2019/01/26

Publicidade aos ciclomotores Alma - 1955


Temos divulgado várias imagens de ciclomotores de marca Alma e hoje acrescentamos mais uma ao conjunto.
É de uma publicidade aos ciclomotores Alma, vendidos pela Lisboa Garagem, localizada na Rua Alexandre Herculano, 11-E, em Lisboa.
Para além de se ver um desenho de um ciclomotor Alma, podemos ler: "ALMA!... Produto nacional que por justiça deve ser confrontado com os melhores estrangeiros".

Continue lendo...

2019/01/25

Publicidade antiga à Sacor - 1955


Nos últimos tempos temos falado muito do ano de 1955 pois, por acaso, tem sido um ano do qual temos encontrado muitos artigos relacionados com a temática de que tanto gostamos.
Nas imagens vemos uma publicidade de 1955 da Sacor, publicada na contra-capa da revista "Moto Revista". Nela é referido que os combustíveis e lubrificantes Sacor estavam "às ordens de vossa excelência". A ilustração é a de um boneco / mecânico cujo corpo tem o "S" da Sacor.

Continue lendo...

2019/01/24

Catálogo A. J. Maias, L.da - Roda + Jante Ref. 3


Por detrás de uma marca de veículos costumam estar várias outras marcas, que se dedicam ao fabrico de peças e componentes, usados ou incorporados pela primeira.
A empresa A. J. Maias, L.da fabricava componentes que eram usados por outras marcas.
Na imagem podemos ver a roda e a jante com a referência n.º 3 do catálogo A. J. Maias, L.da. A roda tinha aplicação de rolamentos 6205, com furo no eixo de 25 mm, tendo o cubo 80 mm de comprimento.

Na parte detrás da página podemos ver as características técnicas do artigo, bem como as suas performances.

Continue lendo...

2019/01/23

Chapas antigas Alifort para bicicletas - Garagem Aliança (Barcelos)


Uma empresa com memória, é uma empresa viva, uma empresa que nasceu, cresceu e que não se esqueceu do caminho feito até aos nossos dias. Na Garagem Aliança, da marca Alifort, em Barcelos, podemos ver isso logo na entrada da loja.
Por entre peças e acessórios para venda são muitos os artigos de exposição, como estas chapas antigas que eram usadas em bicicletas pasteleiras de marca Alifort.

Uma das chapas era usada na testa do quadro das bicicletas Aliforte, tendo uma reprodução do emblema heráldico da cidade de Barcelos, bem como o nome da Aliança e o respectivo contacto telefónico.

Logo ao lado, há uma série de chapas que eram usadas em bicicletas que tinham selectores de mudanças, sendo possível personalizar o lado visível deste componente com capas de diferentes cores e clubes, como o Sporting Club de Portugal; o Sport Lisboa e Benfica; o Varzim Sport Club e o Futebol Club do Porto.

Continue lendo...

2019/01/22

Publicidade à Sociedade Ciclista Lusitana, Lda - 1981


A Sociedade Ciclista Lusitana, L.da, foi criada em 1951, dedicando-se ao fabrico especializado de artigos para ciclismo e motorizadas. Em 1981 completou 30 anos, sendo o facto invocado nesta publicidade antiga impressa no livro V Grande Prémio ABIMOTA - Duas Rodas, de 1981.

Muitos dos acessórios / componentes usados por bicicletas e motorizadas de fabrico nacional eram desta marca, como os travões de corrida "Lusito" e os punhos "Lusito" cross.

Continue lendo...

2019/01/21

Autocaravana Citroen C15 PYC Aventure ao pormenor 3/3


Temos estado a divulgar uma autocaravana Citroen C15 PYC Aventure ao pormenor (ver parte 1 e ver parte 2) e hoje terminamos o trabalho com mais uma série de fotografias.
A Citroen C15 PYC Aventure é provavelmente a mais pequena autocaravana fabricada em Portugal.

Mas como se costuma dizer, não importa o tamanho da coisa, mas sim o que se faz com ela. E com uma autocaravana assim, podem-se fazer muitas coisas e conhecer muitos sítios, mesmo que a passagem entre a cabine do condutor e o espaço da autocaravana, não seja feita com facilidade.

Para muitas pessoas é imprescindível uma autocaravana ter uma casa de banho e esta Citroen C15 PYC Aventure tinha uma equipada com tudo o que é necessário.

Para poupar espaço, o lavatório e a sanita podem-se recolher, ficando dentro do que parece ser um móvel. Assim é possível tomar um duche com espaço e sem molhar partes da casa de banho, que pouco depois poderão ser usadas e que estarão secas.

Para isso basta puxar a parte que se pretende usar e ela fica pronta.
Na imagem anterior podemos ver a sanita que equipa esta viatura. No caso do lavatório, este tem uma reentrância colocada de forma estratégica, onde é possível guardar alguns produtos de limpeza.

A ventilação é indispensável numa autocaravana e especialmente numa casa de banho. Por este motivo há uma janela para o exterior, que pode ser aberta sempre que necessário. E quem quiser até pode tomar banho e ver o que o rodeia!

E para aqueles que acha que a esta autocaravana pode ser apertada, basta abrir o vidro panorâmico na traseira, e o mundo torna-se a nossa casa!
Mais uma vez agradecemos a João Lopes pela disponibilidade em mostrar esta autocaravana.

Continue lendo...

2019/01/20

Envelope da Sereno & Simões, L.da - 1962


Dizia o Victor Espadinha "que tudo são recordações" (...) "é triste viver de ilusões". Para além das rimas em "ões", fica como que uma máxima do dilema de relembrar algo que já foi, não se olhando para o que se é / o que se tem.
Nas imagens vemos um envelope da Sereno & Simões, L.da, de Oliveria do Bairro, datado de 1962.

A Sereno & Simões, L.da, vendia bicicletas, acessórios e era também importadora de material.
No que diz respeito às bicicletas, comercializava as marcas UBEL; Sagres; Nevada e Siera. Vendia ainda bicicletas importadas, da marca Hercules, Rudge e Humber.

Também vendia pneus de marca Siera (em regime de exclusividade) e também pneus Sagres, da CNP.
No envelope foram impressas imagens destes pneus, sendo possível ver o piso que tinham.
No que diz respeito a acessórios, eram distribuidores da marca Gnutti.
Agradecemos a oferta deste envelope a Carlos Martins que tem página no Facebook de venda de peças para motorizadas antigas.

Continue lendo...

2019/01/19

Bicicleta Sirla tipo montanha ref. 9.00.01.11 - Catálogo bicicletas Sirla


As épocas de mudança originam produtos híbridos, onde o passado tenta encontrar-se com o futuro.
É o que parece acontecer nesta bicicleta da Sirla. Tem rodas e guiador que lembram uma bicicleta de montanha (a moda na época), com uma pintura que tem combinação de cores que dão (dariam) um ar jovem e moderno, mas ao mesmo tempo tem um cesto na frente e um suporte de mercadorias que nos levam para as bicicletas pasteleiras ou de passeio. Para além disto, estava equipada com mudanças, tendo os selectores no guiador.
Era uma bicicleta com rodas 26 x 1.75, com a referência 9.00.01.11 no catálogo de bicicletas Sirla - Em cada passeio uma história de amor.

Continue lendo...

2019/01/18

Automóvel Olda em exposição - 26.ª Automobilia de Aveiro / 2018


Parece que foram os faróis quem mandou nas linhas da carroçaria deste automóvel Olda, pois sobressaem no conjunto e fazem a ligação com a zona das rodas.

Este era outro dos automóveis de fabrico português que esteve em exposição na 26.ª Automobilia de Aveiro / 2018.

Ao vivo era possível ver a fluidez das linhas deste desportivo nacional. Vejam na imagem que precede o texto, o que já dissemos anteriormente, os faróis estão colocados de forma avançada, dando um toque especial a este veículo.

Neste momento não tinha emblema na grelha ou no capot (situação que originalmente não seria assim), mas mantinha a marca colocada no topo da zona lateral, entre as portas e as rodas da frente.

As rodas tinham jantes de raios e os pneus escolhidos eram da Camac, que não seriam os que foram usados na época em que este carro foi fabricado, mas sendo pneus de fabrico nacional, acabam por ficar bem no conjunto.

Tanto na dianteira, como na traseira não havia para-choques, solução estética que ajudava a reforçar as linhas curvas da carroçaria. Note-se o pormenor da saída de ar da cava da roda traseira, que está pintado de cor diferente, acentuando a sua existência.

Na frente, o farol da Bosch tinha aro em metal cromado.

Na parte do capot havia uma correia em couro que servia para fechar o acesso à zona do interior da carroçaria. Aqui há um elemento gráfico a branco, onde em tempos era colocado o número que o Olda tinha nas corridas em que participava.

Continue lendo...

2019/01/17

Imagem antiga Famel Turismo motor de 50 cc fabricado na Alemanha- 1955


Não é que hoje seja dia de fazer birra, ou de estar com birra, é só uma questão de congruência com as publicações que já fizemos da Famel com motor Famel de 2 1/4 cv. e também da Famel com motor Victoria de 50 cc, todas do anos de 1955.
A base deste tipo de publicação surge no seguimento do uso indevido de imagens (que divulgamos no Rodas de Viriato), sem que respeitem o nosso pedido:
"Na Internet ou noutro meio digital, incluir referência à fonte "Rodas de Viriato" e um link para o blogue".
Na imagem vê-se (ou via-se) uma motorizada Famel Turismo, com motor de 50 cc, inteiramente fabricado na Alemanha. Esta motorizada não tinha suspensão traseira no quadro, mas sim no próprio selim, com recurso a molas de metal neste componente. A bomba de ar era colocada no quadro, por dentro, entre a roda da frente e o motor. O suporte de mercadorias na traseira permitia o transporte de pequenos volumes.

Continue lendo...