2017/06/27

5.º Passeio de Motorizadas - Alcórrego


Mais um passeio de motorizadas antigas que está marcado para o mês de Julho de 2017.
É o 5.º Passeio de Motorizadas, em Alcórrego, no concelho de Avis (Alentejo) e que passará por vários pontos de interesse da zona, nomeadamente por Alcórrego, Benavila, Maranhão, Ervedal e Avis.
Começa pelas 8 horas e 30 minutos do dia 9 de Julho de 2017 e prolonga-se até depois da hora do almoço.
Haverá prémios a atribuir em diferentes categorias.
Para mais informações, usar os contactos existentes no cartaz.

Continue lendo...

2017/06/26

Tricarro Rodi com motor Casal


No Rodas de Viriato procuramos que cada dia traga algo de novo a quem nos visita e nos acompanha ao longo destes quase 11 anos de existência.
Gostamos especialmente de divulgar veículos que são pouco conhecido de quem aprecia esta temática e, desta forma, fazemos com que sejam conhecidos e divulgados.

Hoje é isso que fazemos ao apresentar o tricarro Rodi com motor Casal, fabricado pela Rodi - Metalúrgicas do Eixo, Lda, provavelmente entre o início e meados dos anos 80.

É um tricarro para transporte de mercadorias, com caixa aberta na traseira, tendo o quadro em tubo de aço de alta resistência e rodas com pneus 3.50 x 8, com 4 telas.

A Rodi - Metalúrgicas do Eixo, como o nome indica, situava-se em Eixo, perto de Aveiro a de Águeda. A Rodi também fabricava atrelados para a lavoura e para motorizadas, bem como peças para tricarros, motorizadas e bicicletas.
Produziam peças que podiam ser usadas nas principais marcas nacionais - Famel, Macal, Confersil, Casal, EFS, Vilar, Forvel, Motoesa...

Por isso não é de estranhar que tivessem aproveitado as peças que já fabricavam para produzir um tricarro como o que vemos nas imagens.
A Rodi ainda existe, tendo duas áreas de negócios distintas, a divisão de ciclismo e a divisão doméstica.
Saber mais:
- Rodi - Site oficial.

Continue lendo...

2017/06/25

Fotografia antiga com autocarro e excursionistas - Setubarte


As viagens de autocarro permitiram que há uns 50 anos se fizesse o que hoje se faz com o avião: viajar para sítios turísticos ou desconhecidos. Mas se hoje, nestas ocasiões, a máquina fotográfica é usada de forma egoísta e individual, há uns 50 anos ela servia para captar o grupo de pessoas que viajavam.

E em vez de a fotografia ir para a uma rede social digital, acabava por ser reproduzida uma série de vezes e depois era guardada num álbum de fotografias, com folhas de cartolina preta.

São fotografias como esta que nos mostram como se viajava e, o mais importante neste blogue, que autocarros eram usados.

Esta fotografia que divulgamos tem um autocarro que não conseguimos identificar, mas aparentemente está ligado à cidade de Setúbal, pois no verso da fotografia há referência à Setubarte, um estúdio de fotografia da cidade referida.
Alguém consegue identificar o autocarro da imagem? Se sim, por favor deixe mensagem.

Continue lendo...

2017/06/24

Motorizada Famel Caravela restaurada - Oficina Moto & Restauro


Ainda se lembram da motorizada Famel Caravela que entrou na oficina Moto & Restauro e que já aqui apresentámos?

Já se passou algum tempo desde que ela ficou pronta, mas nestas coisas de veículos antigos, o tempo não conta.

Por esse motivo aqui ficam uma série de fotografias desta motorizada Famel Caravela já restaurada e pronta a regressar à sua garagem.

Relembramos que esta Famel Caravela é o Modelo - G, e está equipada com motor DKW de turbina, da Zweirad Union.

No depósito de combustível destacam-se o emblema da Famel Caravela, com um avião, e as borrachas laterais com a palavra Famel em branco.

Neste restauro optou-se por colocar uns pneus com faixa branca, dando um ar mais clássico à motorizada.

Na traseira da motorizada destaca-se a utilização de dois amortecedores cromados.
Os mais atentos repararão num pormenor que mostra o empenho colocado nos trabalhos feitos na Moto & Restauro - o alinhamento das ranhuras dos parafusos nos amortecedores é igual!

Para contactarem a Moto & Restauro podem usar o Facebook ou se precisarem de alguma informação podem usar outros contactos da Moto & Restauro - telemóvel 962448182, telefone 275 751 241 ou pelo e-mail jadantunes@hotmail.com

Continue lendo...

2017/06/23

XIII Passeio de Bicicleta - Porto Antigo


O XIII Passeio de Bicicleta - Porto Antigo, decorrerá na cidade do Porto no próximo dia 9 de Julho de 2017. A partida é às 9 horas e 30 minutos, sendo o local de partida e de chegada na Marina do Freixo.
Pela imagem que ilustra o cartaz, percebemos que este passeio está mais vocacionado para bicicletas recentes, mas parece-nos que é uma boa oportunidade para passear com bicicletas antigas, por locais com muitas histórias para contar.
A partir do e-mail que recebemos ficámos a saber que:
"Tem uma forte componente histórica, com um traçado feito com passagens por alguns dos pontos históricos da cidade do Porto, como já vem sendo hábito, Avenida dos Aliados, Torre dos Clérigos, Foz, Castelo do Queijo, Zona da Ribeira. Conta com uma extensão de sensivelmente 30 Km, bastante rolante pelo que permite uma participação de toda a família, pois tem um ritmo de andamento bastante calmo, pelo que possibilita apreciar a Cidade do Porto de uma forma mais pormenorizada e agradável."
Para mais informações, usar os contactos existentes no cartaz.

Continue lendo...

2017/06/22

Sobrescrito Sacor - IV Mostra Filatélica Refinaria do Porto 1975


Depois de aqui termos divulgado o sobrescrito da Inauguração da Refinaria do Porto da Sacor do ano de 1970, mostramos mais outro artigo do mesmo tipo, mas que assinala a IV Mostra Filatélica Refinaria do Porto, em 1975.

Na lateral esquerda do envelope foi impresso um desenho em que se recria uma vista da refinaria, com a suas tubagens, tendo na parte inferior ondas, alusivas à proximidade do mar.

O carimbo impresso neste sobrescrito da Sacor foi feito no posto dos CTT de Leça da Palmeira, no dia 2 de Junho de 1975.
O selo usado no envelope tem a Torre dos Clérigos, notando-se que houve o cuidado de escolher um selo relativo à área geográfica da mostra filatélica.

Também este envelope disponível para venda. Para mais informações, usar o endereço de e-mail existente no lateral direita do ecrã do blogue.

Continue lendo...

2017/06/21

Bicicleta Tabor tipo "choper" para criança


A Tabor é uma marca bem conhecida de quem se interessa por bicicletas fabricadas em Portugal, especialmente pelos selins em couro que produz.

Quem se interessa mais por motorizadas fabricadas em Portugal, sabe que a Tabor também produziu forquetas e amortecedores com a sua marca.

Mas o que muitos desconhecem, é que a marca também vendeu triciclos e bicicletas com a sua marca, para que as crianças se pudessem divertir com eles.

Nas imagens mostramos uma bicicleta Tabor antiga, ao estilo "choper", com guiador elevado e barra de encosto para as costas.

Este exemplar tinha selim em plástico, tal como acontecia nas rodas que serviam de pneu.

Foi fotografada na 25.ª Automobilia de Aveiro / 2017, onde estava à venda.

Continue lendo...

2017/06/20

Motorizada EFS 301m em exposição de veículos da GNR


Com alguma regularidade a GNR tem feito exposições de alguns dos seus veículos antigos, tanto de 4 rodas como de duas rodas.

Na última edição do salão Motorclássico / 2017, na FIL, em Lisboa, era possível ver algumas das motos e motorizadas que esta corporação usou ao longo dos anos.

Para além de uma motorizada Pachancho da Guarda Fiscal, também era possível ver esta motorizada de marca EFS, modelos 301 m.

Esta motorizada EFS era do ano de 1978 e tinha motor Casal de turbina com 4 velocidades, funcionando com mistura de gasolina e óleo.

Ao que consta foram adquiridas cerca de 200 destas motorizadas, tendo sido distribuídas pelos vários postos da GNR no país.

Uma das características deste modelo era o selim mais curto e o suporte de mercadorias de maiores dimensões.

Há registos de algumas destas motorizadas terem estado ao serviço desde final de Janeiro de 1978 até Setembro de 1993.

E também há registos de ser feito um registo mensal dos consumos das motorizada e dos quilómetros percorridos.

Continue lendo...

2017/06/19

6.º Passeio de Motos e Motorizadas Clássicas - Couço


Aqui fica o cartaz de este ano do 6.º Passeio de Motos e Motorizadas Clássicas, em Couço, agendado para dia 2 de Julho de 2017.
Está inserido na 33.ª Semana de Arte, Desporto e Cultura do Couço.
Inscrições limitadas a 120 participantes.
Para mais informações, usar os contactos existentes no cartaz.

Continue lendo...

2017/06/18

Ciclomotor Águia Cucciolo - Depósito de combustível


A marca Águia continua envolta em algum mistério, pois é conhecida uma moto de 125 cc e ciclomotores antigos, também da Águia.

O depósito para combustível que mostramos tem uma chapa a dizer Águia e Cucciolo, pelo que foi retirado de um ciclomotor com esta marca, que estava equipado com motor auxiliar Cucciolo da Ducati.

O depósito foi fotografado na 25.ª Automobilia de Aveiro / 2017.
Quem tiver mais informações sobre a marca, deixe comentário por favor.

Continue lendo...

2017/06/17

Folheto Grupo Moto-Bombas Hidral - Mod. 125 - DT com carro


As fábricas de motorizadas nacionais souberam aproveitar os técnicos e equipamentos que tinham disponíveis, bem como a rede de agentes pelo país, para desenvolverem e venderem outros produtos que pudessem fazer subir a facturação e rentabilizar os recursos existentes.
Por estes motivos não é de estranhar que apareçam à venda atomizadores de marca Casal ou motores de rega da Tramagal e da Pachancho.

Hoje divulgamos mais uma marca de moto-bombas para uso na lavoura, na construção civil, na navegação, na indústria e em trabalhos de canalização... É a Hidral com a moto-bomba modelo 125 - DT, montada sobre um carro feito em tubo metálico, com duas rodas com pneu de borracha.
Pelo que é referido no folheto, estes motores podiam ser utilizados nos mais variados locais do Espaço Português, tentado deste modo conseguir exportar moto-bombas para as zonas que pertenciam a Portugal.

Este conjunto Hidral era um produto da fábrica Motores Alma, Limitada, de Braga, que também fabricou motorizadas, tricarros e quadriciclos. E eram representados pela Motali - Motores e Veículos nacionais, limitada.

Continue lendo...

2017/06/16

Alfinete de lapela Famel antigo - Moto Famel


A Famel foi um mundo enorme que muitos teimam em reduzir à Famel XF 17. Certamente porque "quem não sabe, é como quem não vê".
O alfinete de lapela antigo que mostramos é diferente do que já mostrámos que tem como base a roda dentada com o F de Famel, mas muito semelhante ao que diz Famel - Produtos Metálicos.

Mas este tem diferenças nas cores e tem um outro pormenor onde é diferente, e que o torna especial. Por baixo do emblema tem uma grinalda que diz "Moto Famel". Será que este servia para publicitar as motos Famel com motor Sachs e as Famel com motor Villiers com 98 cc?

Quem puder esclarecer a situação, por favor deixe comentário.

Continue lendo...

2017/06/15

8.º Passeio Duas Rodas Clássicas do Porto


O 8.º Passeio Duas Rodas Clássicas do Porto está agendado para dia 23 de Julho de 2017, sendo o encontro na Avenida dos Aliados, pelas 9 horas.
Na página do 8.º Passeio Duas Rodas Clássicas do Porto no Facebook podemos encontrar a seguinte informação:
Trata-se da oitava edição de um passeio de motos e motociclos antigas pela cidade do Porto a realizar no mês de Julho de 2017.
Terá algumas iniciativas desde a visita a locais culturais da cidade, almoço, troféus, entrega de brindes e o principal ponto foca-se no passeio pelas ruas da cidade.
Este evento começa por uma receção nos Aliados, arranque do passeio pelas ruas da cidade com destino a visita ao Museu do Carro Eléctrico do Porto, almoço, um passeio pela cidade, finalizando o passeio na Rua das Galerias, no Bar HD Porto, com a votação e entrega de prémios/ troféus concluindo o passeio com o convívio de todos os participantes.
O evento proporciona aos apreciadores de relíquias de duas rodas clássicas o convívio e a troca de impressões sobre as várias marcas, modelos e cilindradas existentes."
Para mais informações usar os contactos existentes no cartaz.

Continue lendo...

2017/06/14

25.ª Automobilia de Aveiro / 2017 - Balanço (2/2)


No seguimento da publicação feita há uns tempos, aqui estamos com a segunda parte do balanço que fazemos da 25.ª Automobilia de Aveiro / 2017 e, como já dissemos anteriormente, desta vez com uma visão mais geral do evento.

Ao chegarmos no Sábado de manhã - ainda não tínhamos entrado no recinto da feira - já estávamos a fotografar os camiões antigos, e especialmente o autocarro AEC, que estavam em exposição na entrada. Começar melhor, é difícil!

Quando começamos a circular pelos vários espaços parecia que a afluência de público era pequena, mas ao falarmos com um vendedor sobre a situação, foi referido que o público não era muito, mas que estava a comprar material, cumprindo-se assim um dos objectivos da automobilia. Entretanto chegou a hora do almoço e a situação mudou. O número de visitantes aumentou muito, fazendo com que muitas vezes fosse difícil circular nos corredores dos pavilhões.

No exterior dos pavilhões destacava-se um "peso pesado" do nosso património ferroviário, uma locomotiva antiga a vapor, acompanhada de uma carruagem "napolitana", sendo possível entrar nesta e ver as diferentes zonas para passageiros e para mercadorias.

É de realçar que foi necessário deslocar este material até ao recinto da Automobilia de Aveiro e construir um troço de caminho de ferro para que pudesse estar em exposição.

Mas na parte ao ar livre havia outros veículos de peso, como vários tractores e máquinas antigas com lagartas, que aqui não são esquecidas. Bem perto também era possível ver motores estacionários usados para diferentes fins. Ainda vimos um deles a trabalhar, o que despertou a curiosidade de quem estava no local.

Quem prefere ou quem se interessa por veículos bem mais leves, tinha à disposição muitos carrinhos a pedais, na sua maioria de fabrico estrangeiro, havendo também alguns de fabrico português.

A Automobilia de Aveiro também é conhecida pelas exposições que apresenta, ou que nela são apresentadas, notando-se que há o cuidado de ir fazendo rotação de tipos de veículos, para que os visitantes tenham sempre um novo interesse e motivo para a visitar. Na imagem anterior podemos ver uma Kreidler GP50 Rennmaaschine de 1975 que estava em exposição no espaço da APME e cujo restauro foi terminado recentemente.

O Museu Nacional Ferroviário também estava representado com diferentes peças do seu acervo museológico, destacando-se um quadriciclo antigo para inspecção inspecção de vias.

Outra das exposições era de scooters Lambretta, sendo possível ver diferentes modelos desta marca, bem como de outras. Neste espaço podiam observar-se as diferentes soluções que os fabricantes adoptaram para este tipo de veículo, onde vamos sentados (e não montados, como acontece numa motorizada normal).

A Automobilia de Aveiro é um espaço de encontro e de mistura; seja de veículos, de objectos, de pessoas, de nacionalidades, de culturas, de materiais e de idades. Quem ainda tiver dúvidas sobre o que dizemos, veja as fotos com que terminamos esta publicação. Um bom exemplo de heterogeneidade!

Mais uma vez terminamos agradecendo à organização pelas facilidade concedidas e, enquanto não chega a 26.ª Automobilia de Aveiro / 2018, vão seguindo as nossas publicações com o que de melhor vimos neste evento!

Continue lendo...