2016/01/31

Scooter Lince L7C - Proposta


Uma scooter concebida em Portugal poderá parecer estranho para muitos...
Mas ao contrário do que se pensa, no passado tivemos muitas scooters e algumas marcas desenvolveram / venderam vários modelos.
Os que vêem o copo meio cheio, dizem logo que foram scooters como a Rosengar Capri, que era importada de Itália e rebaptizada em Portugal... Mas não é bem assim!
Podemos começar pela scooter Famel Victoria, e já que falamos nesta marca, seguiu-se a Famel Faxion e mesmo no final de vida da empresa, a Famel Electron (esta última tinha motor eléctrico).
Já a scooter Casal S 170 / Carina é a mais divulgada e conhecida, pois foram vendidos muitos exemplares e até teve pequenas evoluções ao longo do processo de fabrico.
A Macal também vendeu várias scooters, tendo entrado no mercado com muitos modelos nos anos 90. Quem não se lembra  da Macal Super Sport, da Macal CY 50, da Macal Adly, da Macal Thunder e da Macal Sting?

Pois a aventura das scooters portuguesas não vai ficar por aqui, pois Tiago Alves da marca portuguesa de design dos veículos Lince acaba de lançar uma proposta de uma scooter que para além do cunho nacional, também incorpora peças com materiais tipicamente portugueses, mais concretamente a cortiça! A Lince L7C é o resultado de 7 meses de investigação e de trabalho.

Os punhos e o selim da lince L7C foram pensados para serem fabricados em cortiça. Deste modo, quando este ideia entrar na linha produção, para além das vantagens em se usar um material natural e com características únicas, também se estarão a desenvolver outros sectores e áreas de negócio, contribuindo para o desenvolvimento económico do país.

A scooter Lince L7C foi concebida com cuidado, havendo vários pormenores onde se aproveitou a forma quase hexagonal do símbolo da marca para dar forma a componentes, como no farol, no farolim e no painel de instrumentos.
Quando surgir o 1.º protótipo funcional lá estaremos para o experimentar e aqui relatar o que experimentámos.
Recomendamos que acompanhem o desenvolver deste e de outros projectos da Lince, seguindo a sua página no Facebook.

seja o primeiro a comentar!

Enviar um comentário