2017/03/20

Ciclomotor Milo com motor Alma - XIV Automobilia Ibérica Moita (1/2)


Quando fizemos o balanço da XIV Automobilia Ibérica da Moita / 2017 referimos que um dos veículos que nos despertou curiosidade foi um ciclomotor com motor Alma, fabricado em Braga.

Pois o ciclomotor em questão estava identificado na coluna da direcção com uma chapa que aparentemente dizia Milo Especial.

Nessa chapa vê-se um elemento que faz lembrar um brasão das localidades e que tem semelhanças com o brasão de Braga, cidade de onde é proveniente o motor Alma.

Todo o ciclomotor tinha uma patine, que parecia não ser resultado do tempo, mas de acção humana.
Por exemplo no interruptor que mostramos na imagem anterior, de marca Aprilia, podem ver facilmente o que referimos.

Como não é todos os dias que se vêem este tipo de ciclomotores, aproveitámos para fotografar diferentes pormenores que permitam comparação com outros que existam.

E tanto pode ser a zona inferior do depósito de combustível, como uma pequena peça existente na forqueta.

Na lateral do depósito não se viam vestígios de ter existido algum decalque ou emblema antigo, mas parecia que em tempos teve uma cor diferente do restante tanque de combustível.

O motor tinha pedais, pelo que este Milo com motor Alma tinha duas correntes, cada uma de seu lado do veículo (para quando eram usados os pedais ou para quando era usado o motor).

No guarda-lamas traseiro via-se um farolim, seria o modelo original?
Brevemente apresentaremos mais fotos deste ciclomotor.

seja o primeiro a comentar!

Enviar um comentário