2014/07/14

540 euros por EFS sem documentos e incompleta!


A economia é a religião da sociedade onde vivemos. Com a diferença que em relação à religião já temos um afastamento crítico que nos permite ver as coisa de outro modo, coisa que ainda não acontece com a economia.
Esta situação é agravada pelo facto de a economia ter os meios de comunicação como forma de espalhar a sua "boa nova" ou o seu "evangelho" - formatando e orientando opiniões, e como forma de obter lucros. Assim se diviniza o gestor, um director geral ou executivo, ou CEO - se forem daqueles que só entendem coisas ditas em estrangeiro...
Por esse motivo ainda não vemos o gestor do banco, da cadeira de hipermercados, da empresa de comunicações... que aparece nas capas das revistas, como uma espécie de padre pedófilo. Este último f*** meia dúzia de crianças, enquanto que o primeiro f*** meia dúzia de milhões de pessoas. Mas como com este último não há contacto físico na violentação, e como depois temos os meios de comunicação a dizer que nós é que não sabemos gastar o dinheiro e que nós é que vivemos acima do que podemos, lá nos vamos calando e achando que a culpa é nossa.
Mas esta conversa toda para quê?
Para falar da motorizada EFS sem documentos e incompleta que foi vendida no Ebay inglês por 540 euros!
É obra!
Numa altura em que o mercado nacional está estagnado, em que a malta que decidiu restaurar a motorizada que era do avô e que lhes foi dada, vai começando a dizer "e agora o que é que eu faço com a motorizada? Ah! Já sei! Vou a encontros ou concentrações e digo que não a vendo por dinheiro nenhum!", vemos casos destes que mostram que aqui no blogue vamos seguindo o caminho correcto.
Se bem se lembram, em 2011 fomos os responsáveis pela comemoração dos 100 anos da criação da EFS (situação ignorada pelos clubes, museus e revistas de que têm em tão boa conta). Ao contrário dos gestores das grandes empresas, que só são capazes de fazer muito com muito, nós fizemos muito com pouco ou quase nada! Relembramos algumas das iniciativas:
Oferta de dísticos comemorativos 100 anos EFS.
Exposição "Alguns dos 100 anos da EFS" no Classic' Auto 2011.
1.º ajuntamento de mini motorizadas Motoesa EFS Mini Puch.
Edição do selo de correios com a Motoesa EFS Mini Puch.
Exposição "Alguns dos 100 anos da EFS" - Feira de Automobilia de Peniche.
Já para não falar nos pequenos artigos publicados sobre aspectos menos conhecidos da marca, por exemplo:
Motorizada EFS de competição para motocross de Torres de Sousa.
Motorizada EFS 301 m da GNR.
Alfinete de lapela dos 50 anos da EFS em ouro.
Resumidamente, fomos capazes de antever o interesse e pertinência que os veículos da EFS têm e que esta venda no Ebay confirma.
Uma motorizada não tem muito valor por alguém dizer "não a vendo, nem por todo o dinheiro do mundo!". Uma motorizada tem muito valor quando alguém no mercado internacional, paga 540 euros por uma motorizada sem documentos e incompleta!
E o vendedor não teve de estar com conversas, nem a dizer que há poucas, nem que têm muito valor ou que são vendidas por "x" e por "y", como se faz por cá. Bastou dizer:
"Hear we have a 50cc casal moped possibly 1980s runs ok ex police bike seat missing. From portugal imported selling as spares or repairs viewing welcome buyer to collect".
Para terminar, neste blogue nunca se fala de valores de venda de veículos, peças ou artigos de colecção. Isso fica para revistas da inspecialidade. Quebramos a excepção porque a situação o justifica. Agora vejam lá se não vão cair na tentação de vender motorizadas EFS da GNR que foram compradas na sucata, dizendo:
- "Isto vale para cima de 500 euros! Se não acredita, veja na Internet no blogue Rodas de Viriato, está lá uma que foi vendida na Inglaterra por esse preço... E sem documentos e incompleta!...".

(na frase anterior foi colocada uma parte a vermelho de forma propositada, pois deverá ser retirada quando for dita... Como a minha fronha ainda não apareceu numa capa de uma revista, a dizer-vos que isto é que é bom, é como que este blogue não existe... Mas vocês gostam que as coisas sejam assim, não gostam?).

seja o primeiro a comentar!

Enviar um comentário