2016/04/25

Moto Nacional modelo Sport - 12.º Motorclássico / 2016 (1/3)


Hoje é 25 de Abril e aparentemente fugimos ao tema do dia, onde seria de esperar que aqui mostrássemos um blindado Chaimite da Bravia ou um camião Berliet Tramagal, provavelmente em contexto revolucionário...

Mas não, optamos por mostrar algo diferente, mas que fosse nacional... Pelo que divulgamos fotografias da moto Nacional de 1934, equipada com motor JAP com 500 cc!

A nossa missão auto-imposta de divulgar o passado - para que melhor se possa construir o futuro, é de todo pertinente num dia em que muitos olham de lado para um acontecimento que pretendeu mudar o rumo de um povo e de um país, para que esse povo possa mudar o seu rumo e o seu país. É isso que fazemos neste blogue, agarramos naquilo de que gostamos e fazemos algo por ele, tentando levar um rumo e mudar o nosso país.

Com a moto Nacional podemos fazer algumas pontes entre o que dissemos anteriormente e a história de uma marca que começa a perder-se no tempo... Afinal foi em 1934 que 3 homens pretenderam mudar o rumo das suas vidas - e do seu país - fabricando motos a partir dos conhecimentos técnicos que tinham.

Os mais cépticos dizem: "Mas para quê, isso não deu em nada!...", ou "Uma moto nacional com motor inglês, só mesmo de um português!...".
Dizer mal e apontar defeitos é fácil, mas o que é certo, é que passados estes anos todos olhamos com orgulho para estas motos e com elas podemos calar aqueles que acham que só se fabricaram motorizadas com 50 cc em Portugal.

Como é que teria sido se os autores desta moto tivessem superado as dificuldades que todos os projectos têm, e tivessem continuado por muitos e bons anos a produzir motos? E se pelo meio tivessem tido a ousadia de entrar em competições com elas e obtido algumas vitórias? E se tivessem desenvolvido motorizações próprias com diferentes cilindradas? Não sabemos, mas pelo menos tentaram!

Este exemplar esteve em exposição em Lisboa, no salão Motorclássico, juntamente com outras duas motos Nacional / SMC.
No passado pertenceu a Augusto Maia que desenvolveu os projectos da marca. Tem o número 500 S 101 no quadro e caixa de velocidade de marca Albion.

Brevemente mostraremos os outros exemplares que estiveram em exposição, para que se saiba como é que foi!

seja o primeiro a comentar!

Enviar um comentário