2015/02/04

Ciclomotor antigo Oriental com motor Zebra


Quem acompanha o Rodas de Viriato sabe que gostamos de investigar e divulgar o nosso passado, especialmente quando não há muitas informações disponíveis.

Sabemos que a Internet pode facilitar esse trabalho, ao mesmo tempo que pode ajudar quem por aqui passa em busca de informações ou procurando saber mais sobre o veículo que está a restaurar ou a recuperar.

Gostamos especialmente do período do início dos anos 50 do século passado, em que surgiu a indústria nacional de ciclomotores, por esse motivo já fizemos um exposição no Classic' Auto, em Caldas da Rainha sobre esta temática.

Uma das características desta época, é a grande diversidade de modelos construídos, a par da grande diversidade de motores usados. Se os Cucciolo são os mais conhecidos, outros houve como o Lutz, o Alpino, o Mosquito... Não esquecendo os nacionais Famel, Pachancho e Alma.

Mas há outros sobre os quais pairam algumas dúvidas sobre a sua utilização em montagens nacionais, especialmente aos motores Ardito, Villiers, Express e nos Pirotta.

Uma marca de motores sobre a qual já não há muitas dúvidas de que foram usados em montagens nacionais é a Zebra.

Dizem que é uma marca de motores italiana e no caso deste ciclomotor é uma montagem de marca Oriental, feita por um garagista da época na zona de Lisboa, que também fazia montagem de bicicletas.

É datado de 1950 e foi registado na câmara de Torres Vedras.

Quando foi comprado, foi usado como transporte particular de um senhor, que entretanto morreu há sensivelmente 50 anos, não tendo sido mexido desde então.

No ano passado, em Fevereiro de 2014, o actual proprietário (Nuno Ramos - a quem agradecemos as fotos e as informações) foi buscá-lo a uma quinta da localidade onde vivia e depois de limpar o carburador, colocou-o a trabalhar com a vela que tinha, só sendo necessário colocar gasolina nova.

O ciclomotor foi encontrado sem roda da frente, pois devem de a ter usado para fazer uma roldana para tirar água de algum poço...
Já o que vemos do ciclomotor só existe porque foi salvo de ir para o ferro-velho por Nuno Ramos, que gosta muito deste tipo de relíquias.

O pneu da roda de trás tem a medida 26 x 1 3/8, os aros são da marca Hermet, o carburador é um Dellorto T1 10, o veio da pedaleira tem gravada a marca Magistral.

Entretanto foi iniciado o restauro, havendo já uma roda da frente que foi muito difícil de arranjar. Ainda faltam algumas peças, pelo que quem puder ajudar neste aspecto ou fornecendo mais informações sobre as montagens Zebra, queira fazer o favor de deixar um comentário.

seja o primeiro a comentar!

Enviar um comentário