2014/08/27

Motorizada Famel e atrelado no interior do país


Cenas destas não se encontram em centros comerciais.
É preciso ir para o interior do país (não que estas cenas não se possam ver no litoral... Mas com granito à mistura, é mais difícil...), onde a motorizada ainda é utilizada, onde ainda é um instrumento de trabalho, onde ainda não há preocupações em comprar um veículo novo, só porque alguém nos diz que o que temos já não serve...

Dos atrelados de fabrico nacional ainda há muito por dizer e mais por escrever.
Entretanto não deixamos morrer o assunto e mostramos um atrelado com suspensão de molas e com uma adaptação para ser encaixado numa motorizada - que o rebocava, juntamente com a carga e o condutor!

1 comentário

cRiPpLe_rOoStEr a.k.a. Kamikaze disse...

O uso de atrelados em motociclos não é tão comum no Brasil, mais concentrado no Nordeste, mas já cheguei a ver uma Honda CG 125 com atrelado em Florianópolis, uma em Porto Alegre e duas em Pelotas. Recentemente o side-car vem a tornar-se uma alternativa popular para o transporte de cargas mais volumosas em motociclos.

Enviar um comentário