2016/10/28

Automóvel Marlei no Museu dos Transportes e das Comunicações


E assim terminamos a comemoração do 10.º aniversário Rodas de Viriato...
Mostramos fotografias do automóvel Marlei quando esteve no Museu dos Transportes e Comunicações, na cidade do Porto, na exposição "O Automóvel no Espaço e no Tempo".

Estas fotografias devem ter uns 13 ou 14 anos...
Ao rever estas fotografia temos de reconhecer a importância ou impacto que uma exposição de um museu pode ter. Dizemos isto porque uma das coisas que nos levou a criar este blogue, foi a falta de informação sobre os veículos produzidos em Portugal.

E como sentimos esta necessidade, tratámos de a colmatar. E em vez de nos andarmos a queixar, dizendo que ninguém faz nada e que nada acontece, metemos mãos à obra e aqui está ela!
A exposição acabou por ficar no subconsciente e foi um estímulos que contribuiu para a criação do Rodas de Viriato.

O Marlei estava exposto numa zona dedicada aos automóveis de fabrico nacional, onde os jipes UMM também tinham muito destaque. Nesta zona estiveram expostos de forma regular outros automóveis de fabrico nacional, como o Sado 550 e o Portaro.

Deste modo quem visita o museu fica a conhecer melhor o que por cá se fez e, especialmente para as crianças que vão em visitas organizadas pelas escolas, pode ficar o desejo de quando se for mais crescido fazer alguma coisa que mereça ali estar.

Ao escrever estas palavras, não conseguimos deixar de pensar na polémica a que muitas vezes os museus estão condenados, seja pelo dinheiro neles investido, seja pela sua forma de actuação, seja pelo trabalho que desenvolvem (ou que achamos que deviam desenvolver) ou pela dispersão de recursos que muitas vezes só se justifica por bairrismos.

Mas como diz alguém que conheço, temos de fazer acontecer! E procurar a parte positiva do que nos rodeia.

Terminamos com uma fotografia geral do espaço, onde se vê a famosa fotografia antiga onde duas pessoas levantam no ar a carroçaria do Marlei, feita em alumínio. Se alguém se tivesse questionado na época sobre a utilidade desta fotografia, certamente não a teríamos nos dias de hoje...

seja o primeiro a comentar!

Enviar um comentário