2016/10/18

Bicicleta Mayal de corrida de 1990


O número de praticantes de ciclismo nas nossas estradas cresceu significativamente nos últimos anos, muitos deles com bicicletas que são feitas com materiais novos, que levam a indústria das bicicletas para novos caminhos.

O que também muitas vezes leva caminho, é o dinheiro da nossa carteira, à conta dos preços que o desenvolvimento das ditas bicicletas custa e que acaba por se reflectir no preço do produto final.

Há quem não precise de novos materiais para praticar desporto e também não queira gastar muito dinheiro em bicicletas, que em meia dúzia de anos ficam muito desvalorizadas.

Neste caso a aquisição de uma bicicleta antiga, com 20, 30 ou 40 anos acaba por ser a melhor opção, pois servem perfeitamente para o que se quer e, melhor de tudo, estão em crescente valorização.

Quem gosta de ter uma bicicleta clássica para este efeito, mas de marca nacional, com facilidade encontra o que procura.

As imagens que acompanham este texto são de uma bicicleta Mayal de corrida com 10 velocidades (2 na frente, mais 5 a trás).

É uma bicicleta que tem componentes datados de Janeiro de 1990.
Está equipada com cesto metálico para garrafa plástica que contenha água ou bebidas energéticas.

A bomba de ar para enchimento dos pneus está colocada na horizontal, por baixo do varão superior do quadro.

Esta bicicleta está disponível para venda, devendo os interessados contactar o proprietário - Bruno Nascimento (a quem agradecemos o envio das fotografias) através da sua conta no Facebook.com.

seja o primeiro a comentar!

Enviar um comentário