2017/02/03

Reportagem do Expo Clássicos '17 - II Salão de Veículos Clássicos de Estremoz


No passado fim-de-semana realizou-se o Expo Clássicos '17 - II Salão de Veículos Clássicos de Estremoz e aqui fica a reportagem do que se passou neste evento que levou muitos entusiastas de veículos antigos até terras alentejanas.

O Expo Clássicos '17 - II Salão de Veículos Clássicos de Estremoz realizou-se no Pavilhão B do Parque de Feiras e Exposições onde havia espaço para as diferentes zonas, tanto de exposição, como de comércio - compra / venda e de convívio.
Joaquim Mira, da organização do evento (a quem agradecemos toda a disponibilidade na realização desta reportagem) referiu-nos que correu muito bem, tendo o salão sido visitado por mais de duas mil pessoas, vindas de quase todo o país e muitos de Espanha.

No que diz respeito aos veículos antigos em exposição, a oferta era variada e de qualidade.
Começamos por destacar o automóvel mais antigo em exposição, um Lefebvre de 1909, que segundo o proprietário é o mais antigo que se conhece desta marca.

Em termos de veículos de 4 rodas feitos em Portugal, estavam representados por um jipe UMM Alter, versão militar com capota de lona, que ainda pertence ao Regimento de Cavalaria de Estremoz.

A organização optou pela qualidade, em vez da quantidade, tendo reunido 38 automóveis de diferentes marcas e utilizações.

Um jipe Land Rover, um Dogde dos Bombeiros Voluntários de Estremoz, uma carrinha Fordson, automóveis Mercedes, Austin, um Opel Olympia de 1952, foram alguns dos automóveis em exposição.

Em termos de veículos de duas rodas com motor, contaram-se 37 motas, muitas fabricadas em Portugal, mas também estrangeiras e de diferentes cilindradas.

Começamos por destacar os modelos nacionais mais desportivos. Uma SIS Sachs V5, uma Famel XF 17...

Uma Confersil 504 SS Sport com motor Zundapp...

Uma Mopede VK 500...

Uma SIS Sachs Motozax...
Todas elas restauradas.

Havia ainda uma SIS Sachs Almirante 4 que representava bem os modelos nacionais de motorizadas de trabalho. No suporte de mercadorias tinha uma marmita metálica e na frente tinha uma viseira e para-vento para os dias de Inverno.

Ao lado da motorizada referida anteriormente, podia-se ver uma Legnano com motor Sachs, que provavelmente foi importada pela F. Pinto Coelho (Herdeiros),L.da, ainda com a pintura original.

Os mais novos não foram esquecidos e era possível ver também algumas bicicletas e triciclos antigos para criança.

As BMX e as bicicletas dobráveis que marcaram a juventude de muitos, estavam presentes.

Houve ainda espaço para uma pequena mostra de triciclos do espólio de Joaquim Mira, onde também figurava um carrinho a pedais.

No salão marcaram presença entidades congéneres, como a Renault 4L Alentejo, o Motorklub do Alandroal, o Penha 4 de Badajoz, bem como os BVE e o RC3.

A organização espera continuar o caminho realizado com passos firmes, sem pressas, de modo a fazer com que o Expo Clássicos '17 venha a ser uma referência nesta área, dando muito valor à amizade.
Podem acompanhar mais iniciativas da organização no:
- Site oficial da AVCE - Associação de Veículos Clássicos de Estremoz

seja o primeiro a comentar!

Enviar um comentário