2018/12/06

Publicidade antiga à Prameta - Capacetes


Ora, o que dizer / escrever?
Dou por mim a pensar que mais do que divulgar os veículos de fabrico nacional, tenho de me preocupar em colocar marcas de água "Rodas de Viriato" nas fotos, pois há sempre quem as use, sem indicar a fonte e sem incluir o link para o local onde estão publicadas (se não concordam com isto, não as usem!).

Dou por mim a pensar como fazer para alimentar este mealheiro gigante, de dinheiro e de tempo, para que o nível continue sempre no mais alto nível... E afinal só queria mostrar o que de interessante por cá se fez, para que por cá se possa de futuro fazer!

Veja-se esta publicidade antiga dos capacetes Prameta. Não me digam que isto não é especial!
Seja pelo desenho, de carácter óptico, seja pelos modelos dos capacetes... É preciso o quê? Uma exposição em Nova Iorque, num qualquer museu, para finalmente passarem a olhar com outros olhos para este passado de Portugal?

Estou certo de que mais depressa se conseguiria fazer algo por lá, do que por cá!

Na realidade não sei se isso seria bom, pois passava-se do 8 para o 80.
Repetindo-me, depois seria um enjoo de conversas sobre a temática, dos artolas que dizem: "Eu sempre disse que...". Mas não dizem nada, apenas repetem!

Ultrapassando a conversa - pois dizem que a comiseração não leva a lado nenhum; este folheto da Prameta tem a data de 23 de Janeiro de 1974 e nele podemos ver a ampla gama de modelos para venda, bem como de acessórios para os mesmos.

Num dos lados vemos o capacete modelo Olympique, que tinha 10 apresentações diferentes a partir dos componentes que lhe podiam ser acrescentados.

No verso podemos ler que os capacetes Prameta tinham o casco fabricado em fibra de vidro, nylon e poliester. São ainda apresentados uma série de outros modelos de capacetes fabricados. O modelo Jockey, o Pop, o Grand Astronaute e o Astronaute - estes dois para criança!

Isto é pra'meta, mas para que meta?

seja o primeiro a comentar!

Enviar um comentário