2008/02/29

Semog SR na revista "Aventura 4x4 Moto"


"Fanny Kart - Simplicidade e robustez", um artigo de Francisco Ramilo Gomes, publicado na revista "Aventura 4x4 Moto" número 18 (2.º ano), datada de Abril de 1991.

Este artigo refere que o chassis é feito numa estrutura multitubular (em aço), os travões (de disco) estavam colocados (só!) nas rodas traseiras. A mecânica era Citroen, proveniente de um 2 cv.
O peso era de 276 kg e o baixo centro de gravidade deste veículo transmitia confiança e segurança ao condutor.

Continue lendo...

2008/02/28

Caravana Pluma - Final de vida


Uma caravana Pluma em final de vida, tal como a empresa que a criou. Mais uma página da história da indústria nacional de caravanismo que chega ao fim... Começou a laborar em 1962!
As caravanas Pluma eram fabricadas na Rua António Rodrigues da Rocha, 317, em Vila Nova de Gaia.

Saber mais:
- Construções Pluma - Período de insolvência - Campingcarportugal.com
- Pluma: 60 postos de trabalho em risco - Esquerda.net

Continue lendo...

2008/02/27

UMM Cournil dos Bombeiros de Matosinhos-Leça


Hoje apresentamos um curioso UMM Cournil dos bombeiros de Matosinhos-Leça (mais uma vez muito obrigado a José Miragaia Tomás pela colaboração).
Está equipado com muito material, tanto material, que até foi necessário criar uma plataforma traseira (exterior) para colocação de moto-bombas.

Para além do pormenor referido anteriormente (e de todo o equipamento que é comum ver neste tipo de veículos), tem ainda duas mangueiras colocadas em redor do capot. Nota-se que a necessidade fez com que cada espaço livre fosse ocupado, dando assim origem a um veículo polivalente, capaz de enfrentar situações que à partida seriam impensáveis para um veículo deste tamanho e porte.

Continue lendo...

2008/02/26

Portaro - Vitória para jipe português


Mais um recorte de uma revista do ACP sobre o jipe Portaro, que venceu o Rali do Atlas/Paris-Agadir.
Segundo a informação constante no artigo, os pilotos franceses Jean-Pierre Kurrer e Jean-Luc Roy assegurar a vítória na última etapa, ficando à frente de dois Mercedes. O motor do Portaro tinha 112 cavalos e o carro estava aligeirado (pela Garagem Vitória) de forma a permitir melhores resultados em competição.
Bem que as pessoas (os pilotos e mecânico?...) que aparecem na foto deviam estar radiantes!

Continue lendo...

2008/02/25

Famel V2 em vídeo


Um toque de humor com uma Famel V2 (com motor Zundapp), realizado pelo utilizador Luisrsousa do Youtube.com.
Para além de este modelo ser muito versátil, também está equipado com um daqueles sistemas que liberta o condutor de estar sempre agarrado ao volante...

Não tentem fazer o mesmo em casa!

Continue lendo...

2008/02/24

Stand da Casal na Moto Show 1995


Agora que o evento Moto Expo se aproxima, aproveitamos para mostrar mais uma pérola relativa à história das motorizadas nacionais - o stand de exposição da marca Casal no Moto Show de 1995 (em Aveiro)!
Estas duas fografias são um documento muito importante não só pelo registo do acontecimento, mas também devido ao conteúdo das mesmas. Note-se que nesta altura a empresa lutava pelo lugar que merecia, mas começava a ser tarde mais...
Nas imagens temos dois exemplos de utilizações (oficiais) de motorizadas Casal, neste caso uma Casal Boss da Telepizza e outra Casal K554 RZ50 da polícia.

Para além dos modelos que eram novidade na altura, a Casal Arizona K558 e a Casal Magnum K556, temos ainda um pequeno (grande) lote de exemplares para competição de velocidade.

Alguém reconhece as pessoas que aparecem nas imagens? O senhor de fato cinzento será o fundador da Casal (João Casal)?... Deixem comentários por favor.

Para terminar, deixo mais um apelo aos nossos visitantes: Quem tiver fotografias de eventos como este, faça o favor de ir procurar (nos caixotes, no sotão, na cave...) essas fotografias para nos enviar. A história das duas rodas nacionais agradece!

Saber mais:
Moto Expo 2008 (FIL - Lisboa) de 08 a 16 de Março

Continue lendo...

2008/02/23

Intalação fabril da Sorefame na Amadora


Mais uma imagem retirada do livro comemorativo dos 50 anos da Sorefame onde se podem ver as instalações da empresa localizadas na Amadora.
Na imagem é possível ver algumas carruagens estacionadas, bem como uma locomotiva. Certamente era material pronto para entrega.
Pode-se ainda ver na legenda da imagem que as instalações tinham uma área total de 151.300 metros quadrados e uma área coberta de 93.500 metros quadrados.

Continue lendo...

2008/02/22

Manuais e folhetos motorizadas Casal


Sempre que se quer fazer o restauro de uma motorizada (já agora, não se diz "fazer a restauração de uma motorizada", pois o termo "restauração" aplica-se ao que é feito nos restaurantes...), tenta-se encontrar informações sobre o modelo que se está a recuperar. Essa procura acaba por levar muitas vezes à compra de folhetos e de manuais de utilizador, mas também de manuais de desmontagem/montagem de motores e manuais de peças sobressalentes.
A procura deste tipo de material faz com que o mesmo seja caro, porque quem o vende aproveita-se na necessidade do comprador.
Com a Internet, local onde a informação deve circular livremente e de forma transparente (ao contrário do que é feito em muitos fóruns e blogues, onde é necessário o registo para visualizar a informação... reminiscências de uma infância mal ultrapassada, onde "a cabana é só para nós"...), é possível contrariar esta tendência.

Aqui está um bom exemplo, da responsabilidade de Hugo Cardoso do blogue Horta das Vespas. Trata-se de uma série de material relacionado com as motorizadas Casal, a saber:
- Manual de instruções para desmontagem e montagem de motores M-148, M-159, M-151, M-152 e M-153.
- Catálogo de peças sobressalentes (M-151, M-152 e M-154).
- Manual de peças para Casal Carina S170.
- Manual do utilizador Carina S170.
- Catálogo de peças sobressalentes (M-147, M-149).
- Imagens Casal Carina S 170.
- Panfletos publicitários Casal.

Continue lendo...

2008/02/21

Publicidade Salvador Caetano 1973


Aqui fica mais uma publicidade retirada da revista Serviço de Administração Militar, desta vez relativa à empresa Salvador Caetano - Indústrias Metalúrgicas e Veículos de Transporte, S.A.R.L. - Vila Nova de Gaia - Portugal.
Nela é anunciado que a Salvador Caetano é "uma empresa nacional projectada no mundo", com os seus autocarros, camiões-cisternas, furgões, atrelados e refuellers.

Continue lendo...

2008/02/20

Datsun Sado de tijolo?


Já li num fórum (amigos dos japoneses???...), que os protótipos das carrinhas Datsun Sado cor de tijolo foram protótipos.
Se for este o caso, já conta com uma intervenção que faz oniricamente a ligação entre o nome da cor da pintura e o elemento que lhe deu origem (o tijolo).

Continue lendo...

2008/02/19

Esmaltina modelo 2002


Aqui fica uma fotografia de uma bicicleta Esmaltina, modelo 2002.
Está em estado original e poderá ajudar quem está a recuperar um destes exemplares de duas rodas. O proprietário pretende vendê-la (os interessados enviem-nos um e-mail a pedir o contacto) e deste modo poupam-se trabalhos com a recuperação de peças, cromados, pinturas, autocolantes, pneus...
Agradeço a Filipe Carreiras e a Jean-Marie Morais, do Fórum Garagem VW (Raleigh Chopper Mk2. 70's strike back) pelos contactos e informações sobre "rodas nacionais".
Para terminar, informo que quem quiser passear com a sua bicicleta no próximo Passeio de bicicletas vintage, que o mesmo deverá ser no dia 25 de Abril de 2008 (data a confirmar).

Continue lendo...

2008/02/18

Mabor General - Autocolante transparente


Aqui fica mais um autocolante (em estado impecável) da Mabor General, para colocar no vidro de um automóvel ou de um camião. Na parte posterior, a do papel que se retira para colar o autocolante, está impressa a marca "Fescal" e a referência "UVR 145".

Continue lendo...

2008/02/17

Marlei na Autoclássico 2006 (parte 2)


Em Dezembro publicámos informações sobre o Marlei, construído por Mário Moreira Leite.

Este carro construído no norte de Portugal, tem a carroçaria em alumínio (totalmente feita à mão) pesando só 45 kg.

Foi utilizado em várias provas de competição automóvel durante os anos 50 do século passado.

Entretanto, e segundo notícia publicada na revista Topos e Clássicos, faleceu este nome ligado à história do automóvel nacional e à história dos kartings em Portugal.

Na imagem anterior podemos ver a solução encontrada para a colocação dos faróis dianteiros sem que estes alterem o aspecto exterior do automóvel.

Saber mais:
- Marlei na Autoclássico.

Continue lendo...

2008/02/16

Vídeos Famel (Zundapp) XF-17


Nada como uma recta para uma Famel XF-17 modificada mostrar a sua raça.

Afinal não é só nas terreolas de Portugal que se fazem alterações para que a XF-17 ande mais rápido, a prova são estes vídeos francesses!

Vídeos do utilizador Aadrocket do Youtube.com.

Continue lendo...

2008/02/15

Publicidade Berliet Tramagal 1973


"Os camiões e tractores Berliet Tramagal correspondem inteiramente à exigâncias de um exército moderno.
Mobilidade, robustez, economia, segurança
Viaturas tácticas, viaturas de transporte geral, veículos especiais
Metalúrgica Duarte Ferreira (Angola) S.A.R.L.
Rua Serpa Pinto 25, 25A e 27A - 27B Telegr. Tramangol - Tel. 27318 - 27619 - Luanda"
Note-se que o camião Berliet Tramagal aparece dentro do círculo do símbolo da marca, que por sua vez está sobre um desenho de uma tapeçaria antiga com uma cena de uma batalha (qual será?...).

Era assim a publicidade publicada na revista Serviço de Administração Militar, datada de Outubro-Novembro de 1973 - "Em guerra para a conquista da paz"

Continue lendo...

2008/02/14

Protótipo SIS Sachs com roda pequena


Graças a Carlos Martins - Old Moped (nome já conhecido de quem gosta de motorizadas nacionais, pelo trabalho que tem feito de divulgação de modelos nacionais pouco conhecidos/raros), apresentamos um protótipo de uma motorizada SIS Sachs datado da década de 60.


É completamente exótica e se tivesse sido produzida, seria um modelo conhecido a nível mundial.


Tem suspensão traseira monobraço, monoamortecedor e bascula junto com o motor, tal como acontece nas scooters recentes.


Tem dois farois, um deles é móvel (estado montado no volante) e o outro é fixo (é o seguimento do depósito de combustível).


Tem um selim facilmente removível com uma moeda (para quê ferramentas...).


E tem transmissão por corrente.
Muito obrigado a Carlos Martins - Old Moped, pelas imgens/informação cedida.

Continue lendo...

2008/02/13

Furgão oficina CP J 31100 (parte 3)


Será que associam esta imagem a algo?...
Sim, já aqui tinha perguntado se adivinhavam o que era... E não conseguiram...
Bem sei que é difícil de imaginar o que a seguir mostro!

Quando publiquei a parte 1 e a parte 2 sobre o Furgão oficina CP J 31100, que estava ao abandono na estação de Castro Verde, nunca imaginei fazer esta "parte 3"... (já agora informo que haverá uma "parte 4")!

Um ano depois voltei ao local para ver o que teria sobrado do furgão oficina, pois já tinha lido no fórum ParaFerroviário que o mesmo tinha sido destruído...
Para quem não está dentro do assunto, neste local existia um furgão oficina com cerca de 100 anos. Sei que metal com 100 anos (século XIX, passagem para o séc. XX) é apreciado por sucateiros, pelo seu grau de pureza ou porque não tem outras ligas à mistura...
Nota: Parto do princípio que o furgão foi destruído, para depois vender o metal e usar esse dinheiro para pagar as dívidas que dizem que a CP tem... Mas também poderá ter sido destruído só porque era velho...

Não compreendo como é que material com esta idade é assim destruído... Se foi guardado (ou abandonado) e resistiu durante tanto anos, porquê isto?
Será que não tinha interesse para um museu, nem que fosse um qualquer museu municipal, já que o Museu Nacional Ferroviário tarda em ver a luz do dia?
E será que não haveria uns entusiastas nacionais (ou internacionais) dispostos a pagar mais do que o seu peso em metal, para depois o restaurar e conservar?

O local está cheio de restos de metal e de madeira, bem como de outros elementos que passarei a identificar:
- Uma tampa de recipiente com a inscrição "Tudor Portugal"...
- Outra tampa com a inscrição "Lazeite, Lda Lisboa"...

- Um carimbo feito à mão num pedaço de cortiça com a palavra "Alvalade", certamente pertenceu a alguém que estava farto de escrever a palavra à mão...

- Um suporte metálico em "L"...

- E os restos de uma lata com a marca "M. Cruz Lisboa" que foi usada para fazer um modelo, ou algo parecido...

São pequenos elementos com pouco ou nenhum valor museológico, mas estou certo que poderiam ser material suplente para futuros restauros ou para servirem como material pedagógico no futuro Museu Nacional Ferroviário - para que as crianças que "gostam de ver com as mãos" pudessem mexer em "coisas antigas" sem qualquer problema...

Continue lendo...

2008/02/12

Atrelado-tenda Monsanto da Marisolo


Aqui fica uma imagem de época de um atrelado-tenda vendido pela Henriques e Castro.
Trata-se do modelo Monsanto, da marca Marisolo.
Segundo a revista do ACP de onde a imagem foi retirada, a tenda media 4 metros de comprimento, 2 de altura, o conjunto pesava 200 kg, podia albergar entre 4 e 6 pessoas e custava 88 500$00.
Este atrelado-tenda é muito parecido com o Monsanto da Campimar!...

Continue lendo...

2008/02/11

Autocolantes Tudor de 1984


Estes autocolantes da Tudor são de 1984 e fazem publicidade às pilhas e baterias Tudor, aproveitando a presença da selecção nacional de futebol no Europeu de 84.
O autocolante com pinhas Tudor diz: Acompanhe, ouvindo o Europeu de 84 com pilhas Tudor.
Já o autocolante com baterias Tudor diz: Tudor - Já está na Europa com 40% da produção.

Continue lendo...

2008/02/10

Flandria montada em Portugal


Hoje apresentamos mais um pedido de ajuda, desta vez sobre as motorizadas da marca Flandria que foram montadas em Portugal.

O pedido de ajuda vem de José Feitor, nome ligado a edições alternativas e a publicações independentes, onde se exploram as potêncialidades das artes gráficas.

As informações disponíveis sobre estas motorizadas de montagem nacional são um pouco confusas e contraditórias, pelo que apelamos a quem tenha informações sobre estas motorizadas, que deixe contário ou que nos envie um e-mail.

A motorizada está equipada com motor da marca Belga "Flandria" e já sofreu algumas alterações.

De entre as alterações, podemos dizer que os seguintes elementos não são de origem:
- Os dois amortecedores traseiros;
- O farolim traseiro;
- A tampa do depósito;
- O cubo de trás (substituido por um Vilar).

O selim foi restaurado, o que lhe modificou o aspecto (era mais baixo e estreito).

Para terminar, resta dizer que a motorizada foi adquirida em Coimbra em 1969.

Continue lendo...